Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

Comissão Atlética de Nevada anuncia fim de punições a lutadores por uso de maconha

Nesta quarta-feira (7), a Comissão Atlética de Nevada (NSAC) anunciou uma importante mudança nas regras do seu combate ao doping. A partir desta data, nenhum lutador que testar positivo para maconha será punido. A decisão foi tomada após votação pelo conselho de administração do órgão regulador de eventos de esportes de combate no estado norte-americano.

A nova regra não será retroativa para casos ainda não julgados. Além disso, há uma exceção prevista: caso o lutador se apresente visivelmente debilitado pelos efeitos da maconha, assim como acontece no caso do atleta estar alcoolizado, a Comissão não permitirá que o indivíduo entre em ação.

Apesar da mudança de regra, a Comissão de Nevada continuará a conduzir testes que apontem a presença da maconha no organismo dos lutadores, para “propósitos internos”, durante seis meses. Após o final do período estipulado, uma nova votação será feita para decidir pela continuidade da prática.

Vale lembrar que, recentemente, a USADA (agência americana antidoping) – parceira do UFC no programa antidoping da organização – também alterou suas regras, ao retirar a maconha da sua lista de substâncias proibidas. A decisão da Comissão Atlética de Nevada foi celebrada por Jeff Novitzky – vice-presidente de saúde e desempenho do atleta do Ultimate – em sua conta oficial no Twitter (veja abaixo ou clique aqui).

“Que tal isso! NSAC não vai mais sancionar por marijuana (maconha). Louco que no meu mandato com o UFC eu vi a NSAC tentar suspender Nick Diaz para sempre por marijuana, até isso. Créditos para o diretor executivo Bob Bennett, por liderar essa mudança. Apenas não apareça para lutar debilitado”, comemorou Novitzky.

Mais em Notícias