Siga-nos

Notícias

Calvillo acusa rival de trapacear na pesagem do UFC Las Vegas: “Se agarrou na toalha e saiu impune”

Jessica Eye teve problemas com a balança em suas duas últimas lutas – Diego Ribas

No sábado (13), em sua luta de estreia no peso-mosca (57 kg) pelo Ultimate, Cynthia Calvillo teve que superar a qualidade de Jessica Eye, primeira colocada no ranking da categoria, e a disparidade de tamanho entre elas, já que a adversária é naturalmente maior fisicamente e ainda excedeu o limite de peso da divisão em cerca de 100 gramas na pesagem oficial do UFC Las Vegas. Mas, segundo a atleta da ‘Team Alpha Male’, essa diferença de peso teria sido ainda maior na realidade.

Na entrevista coletiva após o UFC Las Vegas, com a presença da Ag. Fight, Calvillo acusou a rival de ter trapaceado durante a pesagem, ao segurar na toalha utilizada para cobrir seu corpo nu quando subiu na balança, diminuindo assim o valor marcado no medidor. A prática, segundo ela, teria ajudado a oponente a cravar quase um 1,5 kg a menos do que seu peso real no dia. Aparentemente debilitada ao se apresentar na pesagem do UFC Las Vegas na última sexta-feira (12), Eye realmente não levantou os braços acima da toalha – medida normalmente adotada pelos lutadores para provar que não estão trapaceando -, dando margem para especulações sobre um possível drible nas regras (veja abaixo ou clique aqui).

“Para ser honesta, ela não falhou em bater o peso por 0.250 pounds (100 gramas). Ela, na verdade, não bateu o peso por muito mais do que isso. Ela segurou na toalha quando subiu na balança, e eu sei disso porque nós recebemos uma mensagem de texto do treinador dela avisando que ela não bateria o peso por 3.5 pounds (1,5 kg) – não 0.2 pounds. Quando ela apareceu (na pesagem), ela se agarrou na toalha e saiu impune disso”, acusou Cynthia, antes de continuar.

“É por isso que ela estava tão orgulhosa depois da pesagem, e estava tão feliz, ela estava tipo: ‘Oh, eu só não bati por 100 gramas’. Não, ela entrou nessa luta muito mais pesada do que eu. Então, não apenas eu subi uma divisão, eu lutei com alguém que estava no peso-galo entrando lá, não enfrentei alguém no peso-mosca”, afirmou a americana de origem latina.

Tendo passado por problemas com a balança no passado, sendo este inclusive um dos motivos para sua subida para a divisão dos moscas, já que falhou em sua tentativa de bater o peso em três de suas sete pelejas no peso-palha (52 kg) pelo UFC, Calvillo não se incomodou com o fato em si, mas com a postura da adversária. Mesmo após sua infração, Jessica Eye chegou a declarar em suas redes sociais que estava “orgulhosa” por ter excedido o limite da categoria por apenas 0.250 pounds (100 gramas), levando em conta o pouco tempo de preparação que teve para a luta.

“Eu já não bati o peso também, e lutei contra pessoas que não bateram. É tudo sobre como você se comporta quando isso acontece. Quando eu não bati o peso, eu me tranquei no hotel e chorei por horas. Eu não estava correndo por aí sorrindo. Não estava sorrindo e blá, blá, blá. Foi definitivamente uma postura diferente, mas eu sabia que precisava deixar isso para trás. No final do dia, eu gosto de Jessica e coisas do tipo, mas apenas a forma com todo aquele sofrimento com o peso, isso não foi legal. Mas é o meu trabalho (lutar), então eu ia aparecer”, ponderou Calvillo.

Com a vitória sobre Jessica Eye, na decisão unânime dos juízes, na luta principal do UFC Las Vegas, realizado no último sábado, Cynthia Calvillo estreou com o pé direito no peso-mosca e já deve figurar entre as atletas mais bem ranqueadas da divisão na próxima atualização do ranking. A atleta da equipe ‘Team Alpha Male’ soma agora nove triunfos, uma derrota e um empate em seu cartel.

Mais em Notícias