Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Notícias

Acusado de violência doméstica, Jon Jones nega ter agredido noiva: “Nunca bati nela”

Pela primeira vez desde que foi preso – acusado de violência doméstica, lesão corporal e violação de veículo -, no último dia 24 de setembro, em Las Vegas (EUA), Jon Jones veio a público contar sua versão dos fatos. O ex-campeão do UFC, que até então só havia admitido ter problema com o abuso de álcool, utilizou sua conta oficial no ‘Twitter’ para negar ter agredido sua noiva na ocasião (veja abaixo ou clique aqui e aqui).

De acordo com o lutador, que fez questão de reiterar sua promessa de que deixará de consumir bebidas alcóolicas, o que houve entre ele e sua noiva antes de sua prisão foi apenas uma discussão. ‘Bones’ ainda negou que as filhas do casal, presentes no mesmo quarto de hotel onde a suposta altercação teria ocorrido, não estavam acordadas durante o imbróglio.

“Eu amo como as pessoas estão imaginando a pior situação possível em suas cabeças e fazendo isso de alguma maneira real. Eu nunca bati na minha noiva e nossas filhas foram acordadas depois da nossa discussão. Minhas filhas não nos viram ou ouviram discutindo”, afirmou Jones, antes de compartilhar outra publicação escrita em sua rede social.

“Essa é realmente a única coisa que eu quero esclarecer. Fora isso, eu estou ansioso para seguir em frente sem o álcool. É a primeira vez na minha vida onde eu estou, de verdade, pronto para parar (de beber). Grato por ter o apoio da minha noiva, família, amigos e fãs”, concluiu o lutador.

De passagem por Las Vegas, onde, no último dia 23 de setembro, participou da cerimônia do Hall da Fama do UFC, Jon Jones foi preso pela polícia local horas depois da festa, sob acusações de violência doméstica, lesão corporal e violação de veículo.

De acordo com o relatório dos agentes responsáveis pela prisão do lutador, ao chegar no hotel onde o mesmo estava hospedado com a família, a noiva de ‘Bones’ apresentava manchas de sangue na roupa e no corpo, mas, aparentemente, assustada, se recusou a falar sobre o ex-campeão do Ultimate ou qualquer possível agressão sofrida. Jones foi solto no dia seguinte, sob pagamento de fiança de oito mil dólares (cerca de R$ 42 mil) e terá que se apresentar à Justiça norte-americana no dia 26 de outubro.

Mais em Notícias