Siga-nos
Matt Davies/PxImages

Eventos internacionais

Larissa Pacheco elege vingança contra Kayla como tão importante quanto se tornar campeã do PFL

Larissa Pacheco terá, pela terceira vez, a oportunidade de se tornar a primeira mulher a derrotar Kayla Harrison dentro das artes marciais mistas. Esse feito, por si só, parece ser mais do que o suficiente para motivar a brasileira ao máximo para o confronto desta sexta-feira (25). Durante a coletiva de imprensa do show, inclusive, a peso-leve (70 kg) paraense provou isso ao admitir que vencer a judoca é tão importante quanto se tornar campeã do PFL.

Durante a cerimônia, realizada nesta quarta-feira e que contou com a presença da Ag Fight, Kayla, principal estrela da companhia, foi o principal alvo das perguntas da imprensa. Sua adversária, por sua vez, esteve com o microfone nas mãos apenas em duas oportunidades e se manteve contida nas declarações. Ciente do desafio, Larissa projetou um show para os fãs em sua trilogia com a judoca americana.

“Acho que as duas coisas (são igualmente importantes). Quero tanto me tornar campeã quanto quero essa revanche. Ela está na vantagem, já ganhou duas vezes. Agora é minha vez, me preparei para isso e essa é a meta”, admitiu a peso-leve, antes de falar sobre o duelo que está por vir.

“Não vejo muitas mudanças no jogo dela, mas acredito que a gente vai fazer um grande combate. Ela quer isso tanto quanto eu, ela quer se manter campeã e eu quero me tornar campeã. Treinei muito para isso e acredito que a gente vai chegar lá e dar um show”, completou a atleta da ‘João Bastos Team’.

Larissa e Kayla entram em rota de colisão na trilogia que lidera o ‘supercard’ do PFL desta sexta-feira. Além do título, o duelo premiará a vencedora com uma quantia de 1 milhão de dólares (R$ 5,4 milhões). Nos primeiros duelos entre as pesos-leves, em maio e dezembro de 2019, Harrison levou a melhor ao vencer os dois embates por decisão unânime dos juízes.

Mais em Eventos internacionais