Siga-nos
Matt Davies/PxImages

Eventos internacionais

Kayla cita histórico com Mayra Aguiar no judô para elogiar Larissa Pacheco antes de final do PFL

Nesta sexta-feira (25), Kayla Harrison enfrenta Larissa Pacheco pela terceira vez no MMA, em duelo que coloca em jogo o cinturão peso-leve (70 kg) do PFL, além do prêmio de 1 milhão de dólares (R$ 5,4 milhões) para a vencedora. Mas encarar diversas vezes uma rival brasileira dentro dos esportes de combate é uma realidade com a qual a americana já está habituada. Durante a coletiva de imprensa do show, realizada nesta quarta-feira, em Nova York (EUA), que contou com a presença da Ag Fight, a judoca relembrou seu extenso histórico de competição com Mayra Aguiar na modalidade olímpica.

Multicampeãs, Kayla e Mayra mediram forças na elite do judô por inúmeras vezes. Dentre os confrontos mais importantes entre as duas, houve equilíbrio. Na Olimpíada de Londres, em 2012, a americana derrotou a brasileira na semifinal e se sagrou campeã olímpica pela primeira vez – repetiria a dose no Rio de Janeiro, em 2016. Já em 2014, no Mundial da categoria, foi a vez de Mayra levar a melhor no duelo pessoal e se sagrar campeã daquela edição do torneio – a judoca gaúcha também conquistaria o mundo em outras duas oportunidades, em 2017 e 2022.

Toda a rivalidade construída com Mayra ajudou a elevar o nível de competitividade de Kayla e elevá-la ao posto das grandes judocas da história do esporte. Hoje, anos após se despedir dos tatames, a americana consegue traçar um paralelo na sua carreira – mas desta vez com Larissa Pacheco dentro das artes marciais mistas.

“Tem sempre uma brasileira para tirar sempre o melhor de mim, não é? (risos). Eu lutei com a Mayra acho que umas 16 vezes na minha carreira no judô. É curioso como você luta conforme o nível (de enfrentamento). Se você luta com alguém que não tem as mesmas habilidades que você, às vezes você não performa tão bem quanto pode. Mas quando se tem uma grande oponente, isso traz o melhor de você. A Mayra sempre fez isso comigo no judô e acho que a Larissa também faz isso para mim, no MMA”, ressaltou Kayla.

Invicta no MMA profissional, com 15 vitórias – 12 delas por nocaute ou finalização -, Kayla prega total respeito a Larissa às vésperas da trilogia entre as duas. Nos dois confrontos anteriores, a brasileira sobreviveu ao ímpeto da judoca e foi superada na decisão dos juízes. Ciente do perigo que terá pela frente, a americana garante que o terceiro duelo será uma guerra.

“Ela é uma rival cheia de habilidades, é uma ótima lutadora. Ela tem mais experiência que eu, tem feito isso desde que era mais jovem. Ela obviamente tem a trocação melhor que a minha, e bate mais pesado do que eu, é faixa-preta, tem uma excelente defesa de finalizações. Ela é a pessoa mais dura que já enfrentei. Sou grata por isso, porque me dá a chance de cavar fundo e achar uma forma de vencer de novo. Estamos no dia de ‘Ação de Graças’, temos muitas coisas para sermos gratos. Então sou grata a Larissa Pacheco (risos)”, destacou.

O terceiro confronto entre as pesos-leves lidera o supercard do PFL desta sexta-feira, com sede no ‘Madison Square Garden’. No mesmo evento, o brasileiro Matheus ‘Buffa’ mede forças com o croata Ante Delija pela final do ‘GP’ dos pesos-pesados, a fim de vingar sua mais recente derrota, se tornar campeão da categoria e, de quebra, levar a bolada milionária para casa.

Mais em Eventos internacionais