Siga-nos

Entrevistas

Vicente Luque pede luta com Covington e cita Edwards como merecedor do ‘title shot’

Vicente Luque, enfim, alcançou uma posição de destaque nos meio-médios (77 kg) do UFC. Agora, em quinto no ranking da categoria, o atleta vai enfrentar Michael Chiesa na edição de número 265, que acontece no dia 7 de agosto, em Houston (EUA), e tem conhecimento de que uma vitória vai aproxima-lo da posição de desafiante da divisão. Mesmo vivendo o melhor momento de sua carreira, o profissional pregou cautela quanto ao seu desenvolvimento na categoria.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (veja acima ou clique aqui), Vicente abriu o jogo e admitiu que, por mais que se sinta preparado para disputar o título dos meio-médios do UFC, dificilmente, vai conseguir desafiar Kamaru Usman, vindo de vitória sobre Chiesa. Sendo assim, o atleta mencionou Colby Covington como adversário ideal e último teste para encarar o número um da divisão.

Vale destacar que Dana White já confirmou ‘Chaos’ como próximo oponente do campeão da categoria. Mesmo assim, Vicente classificou o duelo com o ‘bad boy’ como imprescindível, uma vez que o mesmo possui um estilo de luta semelhante ao do nigeriano.

“O foco total é a vitória, mas, se fosse colocar um cenário ideal, obviamente, adoraria lutar pelo cinturão, Acho que não vai acontecer. Tem o Edwards que já está esperando, o Colby que está pedindo a luta. Se for pelo que eu acho que faz sentido, o Edwards merece disputar o cinturão agora. Eu gostaria de fazer uma luta com  Covington. Ele é um cara que tem o estilo parecido com o Kamaru. O cenário ideal é conseguir uma grande vitória sobre o Chiesa, que é duríssimo, e se pudesse enfrentar o Covington depois, seria um grande teste para depois ir para o cinturão”, declarou Vicente.

Ao que parece, o futuro dos meio-médios do UFC está claro. Para a sequência, Dana confirmou que Covington lutará novamente pelo cinturão da categoria contra Usman e defendeu seu posicionamento ao citar a batalha que a dupla protagonizou em 2019, vencida pelo nigeriano por nocaute no quinto round.

Contudo, parte dos fãs de MMA não concordou com a decisão da companhia e Vicente também discordou. Apesar de reconhecer a qualidade de ‘Chaos’ como lutador, ‘The Silent Assassin’ indicou que o atleta que mais merece disputar o título da divisão é Leon Edwards, uma vez que o mesmo conseguiu uma sequência rara em uma divisão tão competitiva.

“É difícil dizer se é justo ou não, porque o UFC não é convencional. Não tem um pessoal por trás, que faz um ranking, devido a suas vitórias. Olhando pelo lado de marketing, é uma luta que vende muito. Entendo porque o UFC quer fazer essa luta, mas acho que o Covington precisaria de mais uma vitória para merecer a revanche. Foi uma luta dura, mas o Kamaru nocauteou e não deixou dúvida. A luta dele com o Edwards seria interessante por duas razões”, analisou ‘The Silent Assassin’, antes de completar.

“Uma, porque o Edwards está vindo de dez lutas sem perder e isso é dificílimo de fazer na categoria.  Ele merece. A outra é o fato que eles lutaram no passado e foi uma luta dura também. O Kamaru ganhou por decisão, mas vejo uma evolução grande no Edwards. Seria uma luta interessante, uma revanche que chamaria atenção, mas o UFC sabe o que vende mais e é isso que eles vão atrás. Antes do esporte, é entretenimento, então eles vão olhar o lado de vender a luta”, concluiu.

Conhecido por ser um lutador empolgante, Vicente Luque, de 28 anos, vive seu melhor momento no MMA. Atualmente, o atleta possui três vitórias seguidas, sendo a última, sobre Tyron Woodley, ex-campeão dos meio-médios do UFC, a mais importante de sua carreira. No esporte desde 2009, ‘The Silent Assassin’ ostenta um cartel de 20 triunfos, sendo 18 pela via rápida, sete derrotas e um empate.

Mais em Entrevistas