Siga-nos
exclusivo!
Louis Grasse/PXImages

Entrevistas

Treinador mostra confiança no jiu-jitsu de Zhang caso Esparza seja a próxima rival

Atual soberana do peso-palha (52 kg) do UFC, Zhang Weili segue sem adversária, ou até mesmo data, definida para sua próxima defesa de cinturão. Sem lutar desde março do ano passado, quando manteve seu título ao derrotar Joanna Jedrzejczyk em uma épica batalha de cinco rounds, a chinesa tem como principais candidatas a seguinte desafiante as ex-campeãs Rose Namajunas e Carla Esparza. A primeira era a principal favorita a ficar com a vaga, mas, de acordo com uma recente declaração dada por Dana White, teria se recusado a enfrentar a lutadora asiática.

Com isso, a lutadora de ascendência mexicana ganhou força nos bastidores do UFC como próxima da fila. Primeira campeã peso-palha da história da organização e atual quarta colocada no ranking da divisão, Esparza vem de quatro vitórias consecutivas, todas conquistadas com a ajuda de seu wrestling de alto nível, um estilo completamente diferente do que Rose Namajunas apresentaria diante da chinesa. Apesar disso, a equipe de Zhang Weili não parece se preocupar com a possível troca de rival.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight, Pedro Jordão – treinador de jiu-jitsu da lutadora asiática – exaltou as habilidades de sua pupila no jogo de solo e destacou sua confiança de que, ainda que Esparza consiga derrubá-la, Zhang teria as ferramentas para vencer o combate. O faixa-preta ressaltou ainda que, pela indefinição em relação à próxima desafiante ao título, a chinesa tem voltado o foco de seus treinamentos para ambas as opões.

“Ela está bem. Estamos treinando forte aqui e esperando a definição da próxima adversária. Estamos trabalhando com as duas possibilidades e esperamos que em breve já tenha uma definição por parte do UFC”, declarou Pedro Jordão, antes de elogiar o potencial da campeã peso-palha na luta de solo e apostar em uma boa apresentação diante da especialista no wrestling Carla Esparza, caso esta seja sua próxima rival.

“Estamos treinando juntos há seis anos e ela vem aprimorando cada vez mais o jiu-jitsu. Assim também como o wrestling e as outras modalidades, claro. Ela é uma finalizadora nata e se for para o chão, ela tem grandes chances de finalizar. Claro que ela pode ter uma adversária muito talentosa e competente (pela frente). Não foi a toa que ela (Esparza) também foi campeã do UFC, mas acreditamos muito no potencial da Zhang e ela vai estar bem preparada para qualquer tipo de situação”, analisou o treinador.

Se ainda existe uma indefinição quanto à oponente, o mesmo pode ser dito com relação à data da próxima defesa de cinturão da campeã. Com a pandemia do novo coronavírus ainda assolando a população mundial, e consequentemente atrapalhando os planos do UFC, algumas especulações surgiram, especialmente sobre a possibilidade da entidade aguardar a liberação total da presença de público nas arenas para realizar a próxima disputa do título peso-palha na Ásia, com casa cheia.

Ainda sem informações concretas, o treinador não descarta os rumores, especialmente levando-se em conta a popularidade da chinesa no continente asiático. Enquanto tudo não se define, Jordão mantém seu trabalho de preparar Zhang para estar pronta no momento em que for convocada pelo Ultimate.

“É difícil falar de data agora, até pela indefinição da adversária, mas acredito sim que o UFC possa estar esperando a volto do público pra fazer essa luta na Ásia”, concluiu.

Primeira atleta chinesa a conquistar um título do UFC, Zhang Weili chegou ao lugar mais alto da divisão ao nocautear a brasileira Jéssica ‘Bate-Estaca’, em agosto de 2019, em duelo disputado no seu país natal. Já em sua primeira defesa de cinturão, a chinesa bateu Joanna Jedrzejczyk, na decisão dividida dos juízes, após cinco equilibrados rounds, que fizeram do duelo um clássico instantâneo do MMA feminino.

Mais em Entrevistas