Siga-nos
exclusivo!
Louis Grasse/PxImages

Entrevistas

Taila Santos enxerga duelo contra ‘JoJo’ como chance de “alavancar” a carreira no UFC

Embalada por três vitórias seguidas, Taila Santos encara a escocesa Joanne Wood, que antes utilizava o sobrenome Calderwood, neste sábado (20), pelo card principal do UFC Vegas 43. A brasileira, que alcançou o top 10 do peso-mosca (57 kg) após seu mais recente triunfo, aceitou o confronto contra a lutadora europeia de última hora, restando pouco mais de um mês para o evento, de olho na oportunidade de subir mais alguns degraus no ranking e, quem sabe, já se aproximar de uma disputa de título na categoria.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight, Taila explicou os motivos que a levaram a aceitar a luta contra ‘JoJo’ com pouco tempo de antecedência e se mostrou empolgada com a possibilidade de subir ainda mais no ranking da divisão com uma possível vitória sobre a experiente adversária. Vale lembrar que Taila atualmente ocupa a 10ª colocação na classificação do peso-mosca feminino do UFC, cinco posições abaixo de sua oponente neste sábado.

“Eu estava preparada, tinha acabado de sair de uma luta (contra a Roxanne Modafferi, em setembro deste ano). Acho que isso é o que todo atleta quer, estar lutando toda hora. Então, eu estava bem, já estava treinando de novo. Saí da luta e continuei no ritmo de treino. Estava empolgada”, contou Taila, antes de completar.

“É isso que eu quero. A cada luta estar evoluindo e tendo adversárias melhores, porque eu quero estar entre as melhores. É uma luta boa, peguei em cima da hora, mas ela está bem no ranking, então uma vitória sobre ela vai me dar uma alavancada”, comentou a lutadora brasileira.

Apesar de ter intercalado vitórias e derrotas em suas últimas cinco apresentações, Joanne Wood segue prestigiada no Ultimate. Além de ocupar uma das vagas no top 5 da divisão dos moscas, a escocesa ainda é amplamente vista como um dos principais nomes da categoria, sendo constantemente citada como uma das potenciais futuras desafiantes ao cinturão até 57 kg do UFC, atualmente sob posse de Valentina Shevchenko.

Por sua vez, Taila Santos é vista como uma das principais promessas da categoria. A catarinense, de 28 anos, soma 18 vitórias e apenas uma derrota em sua carreira no MMA profissional, sendo o único revés sofrido por meio da decisão dividida dos juízes, diante de Mara Romero Borella, na sua estreia pelo UFC, em fevereiro de 2019. Desde então, a peso-mosca se recuperou e engatou uma sequência de três triunfos, sobre Molly McCann, Gillian Robertson e Roxanne Modafferi, respectivamente.

Mais em Entrevistas