Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Entrevistas

Rafael Alves projeta entrar no top-15 do UFC e desafia Fiziev: “Vou vingar Dos Anjos”

Apesar de ser um veterano do MMA, Rafael Alves ainda tenta se firmar no UFC e, em sua terceira aparição na companhia, tem uma oportunidade de ouro para provar seu valor nela. Neste sábado (30), na edição de número 277, que acontece no Texas (EUA), o brasileiro encara Drew Dober e, ciente da importância do evento e da reputação do oponente, busca impressionar para se aproximar da elite do peso-leve (70 kg).

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Rafael comemora a chance de lidar com um adversário que, ao contrário dele, é experiente no UFC. Se o brasileiro vai para sua terceira luta no octógono, o oponente integra a organização desde 2013 e tem 18 combates nela. Além disso, o americano já fez parte do concorrido top-15 do peso-leve.

É bem verdade que ‘The Turn’ revelou que seu foco não era Dober e sim Damir Ismagulov, que o derrotou em sua estreia no UFC, mas aceitou o compromisso, porque classificou o lutador como um profissional de valor. Empolgado e disposto a aproveitar o bom momento na carreira, já que vem de vitória, o paraense crava que a entrada no ranking da categoria não é um sonho e sim uma realidade provável em caso de novo triunfo neste sábado.

“Se o UFC for inteligente, tem que me colocar lá (top-15), porque vão ver um potencial muito grande em mim agora. Tenho certeza que vou estar pronto para mostrar meu trabalho. Vai ser uma oportunidade muito importante estar no top-15. Eu estava focando nesse russo que me ganhou, mas ele não queria luta comigo. Eu queria lutar com ele, mas ele não aceita porque é frouxo mesmo, só quer ficar agarrando. Muita gente fala que russo é o bicho papão, mas bicho papão são os brasileiros”, declarou o lutador.

Apesar de respeitar Dober, a confiança de Rafael para o confronto é tanta, que já adianta qual vai ser seu próximo passo. Caso vença no UFC 277, o brasileiro abre o jogo e elege Rafael Fiziev como principal alvo. Contudo, tal duelo é complicado de acontecer na sequência, porque ‘The Turn’ não está ranqueado. Enquanto isso, ‘Ataman’ vive a melhor fase da carreira e está em destaque no peso-leve, com seis vitórias seguidas na empresa e na sétima posição no top-15 da categoria. De qualquer forma, o paraense trata o cazaque como potencial adversário, por causa de seu recente triunfo sobre Rafael dos Anjos e por ter um estilo de luta empolgante, baseado na trocação.

“Falei com o meu empresário que eu queria lutar com aquele Fiziev, que ganhou do Rafael dos Anjos, porque são três Rafael na categoria. Dos Anjos, eu e o Fiziev. Não quero lutar com o Dos Anjos. Vou vingar o dos Anjos. Depois dessa minha luta, quero lutar com o Fiziev para vingar o Dos Anjos, porque ele não precisa mostrar mais nada para ninguém. O cara já foi campeão e está de parabéns, porque tem o respeito de todos. Claro, ele ama lutar, é um cara que está sempre no esporte, mas deixa comigo Dos Anjos, porque vou te vingar. Vou bater nesse cara. Estou pronto para lutar com esse cara. Ele é striker e eu também sou. Muitos acham que sou do jiu-jitsu, mas venho da trocação. Tenho certeza que se o UFC colocar essa luta, vai ser um lutão. O Brasil e o mundo vão parar para assistir. Estou pronto para lutar com esse cara. Agora, tenho que focar nessa minha luta, mas depois vou desafiar ele”, concluiu.

Rafael Alves, de 31 anos, foi revelado pelo reality show ‘Contender Series’ e, como finalizou o oponente, recebeu o contrato com o UFC das mãos de Dana White. Pela maior organização de MMA do mundo, o brasileiro perdeu para Damir Ismagulov e, em novembro, conseguiu se recuperar ao finalizar Marc Diakiese no primeiro round. Em sua carreira, ‘The Turn’ disputou 30 combates, venceu 20, sendo 15 pela via rápida, e foi derrotado dez vezes.

Mais em Entrevistas