Siga-nos

Entrevistas

Patrício ‘Pitbull’ ignora ‘trash talk’ e reconhece valor de McKee: “Foi implacável”

Patrício Freire tem uma dura missão no Bellator 277. No evento que acontece nesta sexta-feira (15), na Califórnia (EUA), ‘Pitbull’ encara AJ McKee, campeão do peso-pena (66 kg), em revanche imediata válida pelo título da categoria. E se o americano utiliza o ‘trash talk’ para tentar abalar o adversário, o veterano ignora as provocações e até elogia o algoz.

Na primeira luta, realizada em julho, McKee, apontado como zebra pelas casas de apostas, surpreendeu, conquistou o GP do peso-pena e, de quebra, se tornou campeão da categoria ao finalizar Patrício com menos de dois minutos de combate. Como venceu a lenda do MMA uma vez, ‘Mercenary’, invicto no esporte, prometeu brindar seus fãs com uma nova atuação dominante na revanche e levar o ‘Pitbull’ para passear.

Contudo, em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (veja acima ou clique aqui), o brasileiro não se mostrou incomodado com a postura do campeão do peso-pena. Pelo contrário, ‘Pitbull’ admitiu que McKee fez por onde agir como o nome do momento no Bellator. Mas se engana quem pensa que Patrício não trata o americano como rival. Apesar de reconhecer a qualidade de ‘Mercenary’, o veterano garante estar motivado e pronto para dar o troco no carrasco.

“Ele está confiante, não é para menos. Ele tem 18-0 e, na última luta, ganhou em menos de dois minutos. Apesar de eu não concordar com a paralização, isso não importa. Ele foi implacável. Então, faz todo sentido ele estar poderoso e confiante como está, mas sou experiente e não ligo para isso. Não entro na pilha e mantive a calma. Tenho uma estratégia bem definida na minha cabeça e estou bem treinado. Para mim, é só esperar o dia da luta, tentar implementar minha estratégia e trazer o cinturão para a casa. Sempre o respeitei como atleta. Ele é um cara que tem ótimas finalizações, é muito bom em pé, é um cara completo, não é unidimensional. Ele, como pessoa, para as câmeras, fala muita besteira. Atrás das câmeras, não tanto. Eu o respeito mas, no ringue, vamos tentar bater um no outro”, declarou o ex-campeão do Bellator.

Patrício ‘Pitbull’, de 34 anos, é um nome histórico do Bellator e também é considerado por parte dos fãs e da imprensa especializada um dos lutadores mais temidos fora do UFC. O brasileiro estreou pela organização em 2010 e foi dono do cinturão do peso-pena e do peso-leve (70 kg). Os maiores triunfos do atleta no MMA foram diante de Daniel Straus (três vezes), Juan Archuleta, Michael Chandler, Pat Curran e Wilson Reis (duas vezes).

Mais em Entrevistas