Siga-nos

Entrevistas

Michel Pereira elogia estilo de Nate Diaz e justifica desafio: “Cara muito louco”

Como havia antecipado para a reportagem da Ag Fight há cerca de um mês, Michel Pereira cumpriu a promessa e desafiou o americano Nate Diaz após vencer seu compromisso contra Niko Price, pelo card preliminar do UFC 264, no último sábado (10), em Las Vegas (EUA). Mas por que o meio-médio (77 kg) brasileiro possui tanto interesse em um duelo contra o ‘bad boy’?

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight nos bastidores do UFC 264 (veja acima ou clique aqui), logo após sua participação no evento, Michel justificou seu desejo de medir forças com o veterano. Conhecido por seus golpes plásticos e apresentações voltadas para entreter o público, o brasileiro enxerga em Nate um atleta de características similares, ainda que com habilidades técnicas e físicas bastante diferentes.

Também considerado um ‘showman’ por suas atuações dentro e fora do octógono, o americano é visto pelo ‘Paraense Voador’ como um oponente disposto a entreter os fãs, independentemente do resultado final da peleja, assim como ele, e, portanto, seria um adversário ideal.

“Eu quero fazer uma luta com o Nate Diaz porque eu acho ele muito engraçado lutando. É um cara muito louco. Então, eu queria fazer uma luta com ele para nós dois ‘trocar tapa’, tirar mortal, virar o c*** lá dentro, fazer umas coisas loucas. Os fãs vão ganhar muito com isso”, explicou Michel.

Apesar do interesse, é pouco provável que Michel tenha o pedido atendido pelo UFC. Ainda que tenha chegado à sua terceira vitória consecutiva e viva um momento melhor do que o americano em relação a resultados, o paraense ainda não possui o mesmo status alcançado por Diaz, o que dificultaria um casamento de luta entre eles por parte da organização presidida por Dana White.

No entanto, caso seja contemplado com o duelo de preferência, Michel garante estar preparado para a longa e dura batalha que enfrentaria diante do veterano. Bastante resistente a golpes e com um poder de superação acima da média, Diaz já demonstrou que é perigoso do início ao fim de seus combates, como na sua última apresentação, diante de Leon Edwards, em junho deste ano, quando foi dominado durante grande parte dos cinco rounds, mas esteve próximo de nocautear o rival no minuto final da disputa.

“Sim. A gente consegue lutar cinco rounds. A gente se prepara muito bem, eu com meu professor (Rafael) Alejarra, Overcome, a gente treina muito bem. Então, a gente tem gás para lutar cinco rounds se for necessário”, afirmou o ‘Paraense Voador’.

Vencedor da quinta edição do reality show do ‘The Ultimate Fighter’, Nate Diaz se consolidou nos últimos anos como um dos lutadores mais populares do plantel do UFC. Nas suas três apresentações mais recentes, o americano venceu apenas uma, contra o ex-campeão peso-leve Anthony Pettis, e foi derrotado por Jorge Masvidal e Leon Edwards, respectivamente.

Por sua vez, Michel Pereira é um dos principais prospectos da categoria dos meio-médios na atualidade. Talentoso e disposto a entrar no octógono para dar show, o brasileiro já venceu quatro lutas dentro do octógono mais famoso do mundo, sendo três delas de forma consecutiva.

Mais em Entrevistas