Siga-nos

Entrevistas

Melissa Gatto mostra motivação para superar ‘dona da casa’ Tracy Cortez no UFC 274

Invicta na carreira, Melissa Gatto terá mais um duro desafio pela frente neste sábado (7), quando subirá no octógono do UFC 274, em Phoenix (EUA), para enfrentar a lutadora da casa Tracy Cortez e a torcida local que estará presente nas arquibancadas da arena ‘Footprint Center’. Apesar da desvantagem na torcida, a brasileira se diz motivada para superar o ambiente hostil e voltar para o Brasil com mais uma vitória.

Além disso, a peso-mosca (57 kg) – em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight (veja acima ou clique aqui) – revelou que também tem esperança de poder contar com o apoio de seus fãs, ainda que em menor número, na arena em Phoenix. De qualquer forma, Melissa afirmou que está preparada para as prováveis vaias que receberá ao enfrentar a ‘dona da casa’ e indicou que a torcida contra pode, até mesmo, lhe ajudar durante a peleja.

“Eu estou bem feliz de estar lutando aqui na casa dela também. Eu tenho certeza que, apesar de ser a casa dela, eu também tenho fãs aqui e estou bem motivada”, afirmou Melissa Gatto.

Outro ponto positivo mencionado por Gatto e que pode amenizar o ambiente hostil que provavelmente encontrará ao entrar na arena do UFC 274 é a maciça presença de lutadores brasileiros no card do evento. Dos 30 atletas convocados para o show, oito – contando com Melissa – representam o Brasil. Para a peso-mosca, o clima cordial entre os compatriotas às vésperas da edição faz com que todos compartilhem uma espécie de energia positiva para seus compromissos no sábado.

“Acho que ajuda. A gente estar entre brasileiros aqui, todo mundo conversando, todo mundo naquela energia positiva para estar lutando no sábado”, concluiu.

Aos 26 anos de idade, Melissa Gatto é uma das grandes promessas do MMA feminino do Brasil. A peso-mosca, que iniciou sua carreira na modalidade em 2016, possui um cartel invicto de oito vitórias, duas delas já pelo UFC, e dois empates.

Assim como Melissa, sua adversária neste sábado, Tracy Cortez também é vista como uma lutadora de grande potencial para o futuro. A americana de ascendência mexicana – nascida em Phoenix, no Arizona (EUA) – iniciou sua trajetória no MMA um ano depois da brasileira e soma nove vitórias, três delas pelo UFC, e apenas uma derrota, sofrida em sua estreia na modalidade, em 2017.

Mais em Entrevistas