Siga-nos

Entrevistas

Marlon Moraes promete nocautear Dvalishvili e cita ‘Do Bronx’ como inspiração

Marlon Moraes atravessa um momento delicado na carreira e possui um duro obstáculo pela frente. No UFC 266, evento que acontece no dia 25 de setembro, em Las Vegas (EUA), o brasileiro vai encarar o perigoso Merab Dvalishvili em importante duelo válido pelo peso-galo (61 kg). Mesmo em má fase, ‘Magic’ não se deixou abalar com as derrotas e garantiu que ainda possui o que é necessário para permanecer na elite da categoria.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight (veja acima ou clique aqui), Marlon admitiu que Dvalishvili, de fato, é um competidor difícil de se enfrentar, mas, ao mesmo tempo, deixou claro que, ao contrário de parte dos atletas, não o teme. Inclusive, o duelo entre os tops do peso-galo do UFC coloca frente a frente um striker contra um grappler.

Ciente de que o adversário tentará usar o wrestling e o condicionamento físico impecável para levar o combate para o solo a qualquer custo, o brasileiro avisou que pode tirar proveito de tal afobação, já que é superior na trocação. Vale lembrar que, ao longo de sua carreira, Marlon nocauteou atletas de alto nível com golpes plásticos. Como perdeu as duas últimas lutas que disputou, ‘Magic’ profetizou que voltará ao caminho das vitórias e que, para isso acontecer, vai tirar mais um coelho de sua cartola.

“Só lutei contra os melhores, então a chance de ganhar ou perder é a mesma. Estou no objetivo de lutar contra os melhores. Ele é um cara que está chegando com tudo, bom de wrestling, segura bem no chão, bate por cima, tem quedas bonitas, é um dos recordistas de queda. Acho bom ele me derrubar rápido”, declarou Marlon, antes de completar.

“A intenção é entrar e dominar, mostrar a todos o que posso fazer e tenho certeza que vou nocautear. Ele é um atleta duro, mas confio no meu potencial. Sei do desafio que estou enfrentando, ele não está ali por acaso, já venceu caras duros, mas tenho jogo para vencer e tenho certeza que vou fazer isso. Às vezes, o cara pode lutar afoito, deixar buracos e eu posso aproveitar tanto no chão, quanto em pé”, analisou ‘Magic’.

Derrotado três vezes nos últimos quatro combates que disputou, Marlon despencou no ranking do peso-galo do UFC. O atleta, que estava próximo de lutar pelo título da categoria novamente, passou a ocupar o sexto lugar na tabela de classificação e viu seu emprego na maior companhia de MMA do mundo ficar ameaçado.

Entretanto, o brasileiro cravou que a má fase que atravessa é passageira e revelou que dois lutadores, sendo um seu compatriota, lhe inspiram a dar a volta por cima no UFC. No passado, os profissionais em questão foram desacreditados por parte da comunidade do MMA, mas não desistiram e calaram os críticos com a conquista do título de suas respectivas categorias. Dessa forma, Marlon destacou que sua história terá o mesmo desfecho.

“Estou bem fisicamente, a cabeça também está boa. Mal posso esperar para fazer o que gosto. Um novo Marlon estará de volta e com a antiga técnica, a antiga atividade. Estou sedento para fazer tudo isso de novo. Procuro ter como exemplo caras que se superaram e quero trilhar o mesmo caminho. Exemplos bons são o Charles, o Blachowicz. Estou aí e nunca fugi de luta. Não será dessa que vou fugir. Ele é bom, mas também sou e veremos quem é o melhor. Sou um cara que treina muito, estou evoluindo e quero mostrar essa evolução”, concluiu.

Mais em Entrevistas