Siga-nos

Entrevistas

Karol Rosa celebra maior vitória da carreira e desafia Miesha: “Tenho potencial para ser campeã”

O UFC Vegas 38 marcou a despedida de uma atleta importante para o MMA feminino no Brasil e a transformação de uma promessa do esporte em realidade. No evento que aconteceu no último sábado (2), em Las Vegas (EUA), Karol Rosa conquistou a maior vitória de sua carreira ao dominar Bethe Correia por três rounds e, de quebra, se consolidou no top-15 do peso-galo (61 kg). Contudo, a atleta almeja ir além na empresa.

Na coletiva de imprensa pós-UFC Vegas 38, com presença da reportagem da Ag. Fight (veja acima ou clique aqui), Karol comemorou a quarta vitória seguida e a trajetória invicta na maior organização de MMA do mundo. No duelo contra Bethe, a atleta, de 25 anos, foi soberana, mostrando superioridade em todas as área.

Sendo assim, Karol creditou sua equipe, a ‘PRVT’, por montar a estratégia perfeita para a conquista o maior triunfo de sua carreira, contra uma adversária com história no peso-galo. Como deixou uma boa impressão no octógono, a atleta sinalizou que, a partir de agora, pode ser vista com outros olhos pelas demais competidoras.

“Acho que foi a melhor apresentação que eu fiz no UFC, então estou muito feliz, me sentindo muito bem. Eu estava preparada para três rounds, porque sei que a Bethe é uma mulher dura, que aguenta porrada. Sabia que a luta duraria três rounds. A minha estratégia era não chegar muito perto, porque a chance dela ganhar seria encurtando”, declarou Karol, antes de completar.

“Era trabalhar o jab e me soltar um pouco mais, usar meu muay thai. Consegui usar isso e fiquei feliz, porque a estratégia era exatamente essa e consegui fazer. Fiquei feliz com essa luta, porque, para minha carreira, é muito bom. Ela já disputou o cinturão, lutou contra as melhores no UFC e iria me alavancar bastante essa luta. Graças a Deus, consegui a luta e ganhar. Vou ter mais visibilidade, então gostei bastante”, avaliou a profissional.

Atualmente, Karol se encontra na 15ª posição no ranking do peso-galo do UFC, mas, após emplacar o quarto triunfo seguido, deve subir algumas posições na próxima atualização do ranking. Como a categoria carece de renovação, a tendência é que a brasileira possa pegar um atalho rumo ao topo.

Confiante de que terá um futuro brilhante no esporte, a lutadora ressalta que já se sente preparada para encarar maiores desafios e cita Miesha Tate como a adversária dos seus sonhos. Vale destacar que a ex-campeã da divisão vai medir forças com Ketlen Vieira, em novembro. Caso a possível luta seja casada no futuro, Karol classifica o encontro como uma realização e um teste de fogo em sua carreira.

“Eu queria lutar contra a Miesha, que tambem e uma veterana e foi uma das minhas inspirações para entrar no MMA. Acho que nosso jogo casa  bastante e eu ficaria muito feliz se eu pudesse lutar contra ela. Não assisti a luta dela, mas não me importo. E treino tanto, que ela poderia fazer uma performance incrível que eu lutaria com ela de todo jeito”, analisou a atleta, que não escondeu a empolgação com a nova vitória no UFC.

“Acho que posso ganhar dela e seria uma luta emocionante para a galera ver. Acho que agora vai engrossar um pouco, mas gosto. Estou preparada para enfrentar qualquer uma. Tenho potencial para ser campeã. Acredito nisso. Tenho que fazer algumas lutas sim para me aperfeiçoar ainda mais, mas tenho potencial para estar entre as melhores. Quem aparecer, estarei preparada”, concluiu.

Mais em Entrevistas