Siga-nos

Entrevistas

Gregory ‘Robocop’ relembra como superou corte na testa no UFC Vegas 60

Gregory ‘Robocop’ venceu a luta co-principal do UFC Vegas 60, no último sábado (17). Mas não sem antes passar por um teste de fogo. Logo nos segundos iniciais do confronto, o brasileiro foi acertado por uma joelhada de encontro que abriu um corte profundo entre seus olhos, próximo da testa. Mesmo com o ferimento aberto e a visão avariada, o peso-médio (84 kg) conseguiu nocautear Chidi Njokuani. Em entrevista exclusiva à Ag Fight após o show, o atleta detalhou como conseguiu reverter o cenário adverso.

O atleta de Rondônia admitiu que o sangramento atrapalhou consideravelmente seu desempenho ao longo da disputa. Na visão do Robocop, a presença dos seus corners foi crucial para ele se reencontrar dentro do octógono no momento em que sua visão estava mais prejudicada.

“Uma guerra, já esperava uma luta como essa. O Chidi é um cara bem duro, do muay thai, tem muita experiência. Mas eu sou o Robocop, para ganhar vai ter que arrancar minha cabeça fora (risos). Eu enxugava (o rosto) porque ficou embaçado a minha vista, começou a me incomodar. Então eu passava a mão para tentar enxergar um pouco mais”, disse Gregory, antes de falar sobre a importância de sua equipe ao lado do octógono.

“O treinamento que fiz me colocou nessa posição de absorver toda aquela pressão depois do corte. Não dá nem para falar muito (sobre como foi), porque depois do corte fiquei meio cego (risos). Fiquei sem enxergar muito, tinha muito sangue caindo nos meus olhos. Ao mesmo tempo, procurei ouvir meus corners. Porque pensei: ‘Não estou enxergando, mas eles estão enxergando por mim’. Eles me instruíram o tempo todo e consegui me recompor”, completou o brasileiro.

Pela guerra travada no UFC Vegas 60, Robocop ganhou o prêmio de ‘Luta da Noite’ do evento e faturou a quantia de 50 mil dólares (cerca de R$ 262 mil). Cada vez mais próximo do ranking até 84 kg, o brasileiro pretende voltar à ativa na temporada de 2023.

Mais em Entrevistas