Siga-nos

Entrevistas

Dana aposta em presença brasileira em liga de ‘tapa na cara’: “No que não são bons?”

Inúmeros são os esportes nos quais os brasileiros possuem destaque, e as competições de ‘tapa na cara’ podem ser a próxima modalidade a ganhar fortes competidores tupiniquins. Pelo menos é o que acredita Dana White, presidente do UFC e comandante da ‘Power Slap League’.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight (clique aqui), às vésperas do ‘Power Slap 2’, que acontece nesta quarta-feira (24), em Las Vegas (EUA), Dana White mostrou-se confiante que sua liga de ‘tapa na cara’ contará com representantes brasileiros em breve. Para justificar sua crença, o dirigente destacou o sucesso de atletas tupiniquins nas mais variadas modalidades do mundo dos esportes.

“Acho que haverá (brasileiros no Power Slap), é claro. Porque, você sabe, onde quer que você possa ganhar algum dinheiro um brasileiro estará lá. Em primeiro lugar, os brasileiros mandam bem no skate, eles dominam no MMA, montaria de touros, que é outra empresa que possuímos (PBR – Professional Bull Riders)… O que mais? Ah, surfar é outra coisa que os brasileiros são muito bons. Futebol também, sim. No que vocês não são bons?”, afirmou Dana.

Veteranos podem abrir o caminho?

Ainda que a modalidade ainda dê seus primeiros passos rumo à popularização, principalmente no Brasil, há algumas opções de renome no mundo das lutas caso Dana White queira incluir competidores brasileiros na ‘Power Slap’. Um deles é o veterano Antônio ‘Pezão’, que já demonstrou interesse em participar da liga.

Outro nome bastante conhecido no meio e que já inclusive competiu em torneios de ‘tapa na cara’ é Zuluzinho. Ambos possuem larga experiência no MMA e costumam se aventurar em modalidades diferentes nos esportes de combate.

Mais em Entrevistas