Siga-nos
exclusivo!
Gabriel Oliveira (ao centro) treina o boxe de 'Moicano' e 'Marreta' - Acervo pessoal

Entrevistas

Após surto de casos de COVID-19, ‘ATT’ adere a novo protocolo de testes

Nas últimas semanas, a equipe ‘American Top Team’ viu alguns de seus membros testarem positivo para o COVID-19, o que influenciou nos planos do time em relação a algumas lutas programadas para os eventos na ‘Ilha da Luta’. Dessa maneira, o time adotou novas medidas de segurança para evitar mais casos e proteger a saúde de todos que trabalham nas suas instalações na Flórida (EUA).

A ATT tomou a iniciativa de examinar todos os treinadores e lutadores para evitar o maior contágio. Após essa triagem, só vão poder ir à academia quem está sem sintomas e que já tenha feito o teste. Quem revelou o cronograma, em contato com a reportagem da Ag.Fight, foi o treinador de boxe da equipe, Gabriel de Oliveira, que testou positivo nesta semana para o coronavírus e já está em quarentena.

“Todo mundo foi testado na academia. Houve um chamado para que todos fossem à academia e foi feito o teste na hora com todo mundo que estava lá. No meu caso que testei positivo em clínica, o teste da ATT chegou na minha casa. Ai eu fiz e deu positivo nos dois. Mas a maioria esta fazendo lá. Eu já estava afastado por estar com sintomas”, explicou o responsável por afiar o boxe dos lutadores da ATT.

Quem teve mais sorte que Gabriel foi o técnico de muay thai da equipe, Anderson França. Apesar de estar em contato com Pedro Munhoz, que recentemente deu positivo para o exame, que inclusive o tirou da luta contra Frankie Edgar, no próximo dia 15, o treinador não teve o vírus detectado em seu sangue. O brasileiro passou por uma bateria de testes de COVID-19 e todos deram negativo.

“Eu fiz o teste e deu negativo. Tudo certo. A American Top Team está testando todos os atletas e coaches. Só podem ir para a academia quem está sem sintomas e quem já fez o teste. Eu fiz dois exames de sangue e os dois deram negativo. Agora estou esperando o teste que fiz nasal que é o mais certo. Mas (o resultado) só sai na segunda-feira”, explicou o treinador, que afia o muay thai dos lutadores.

Os casos mais relevantes da ATT de COVID-19 foram os de Pedro Munhoz, que acabou retirado do duelo contra Frankie Edgar, do evento do próximo dia 15, Marcos ‘Parrumpinha’, que testou positivo quando estava em Las Vegas (EUA) para ser córner de Luis Peña e, os últimos de Gabriel de Oliveira, treinador de boxe e Mike Brown. Este último faria parte da equipe de Jorge Masvidal, no UFC 251, deste sábado (11).

Mais em Entrevistas