Siga-nos

Entrevistas

Após nova vitória, Carlos ‘Boi’ desafia ex-campeão do UFC: “Divisor de águas”

Após vencer Jake Collier no último sábado (12), pelo card preliminar do UFC 263, e chegar à sua terceira vitória consecutiva na organização, Carlos ‘Boi’ já pensa em seus próximos passos. Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag Fight (veja acima ou clique aqui), o peso-pesado revelou seu desejo de subir no octógono mais duas vezes neste ano – a primeira, preferencialmente, em setembro – e apontou seus principais alvos.

O principal deles é o ex-campeão peso-pesado do UFC Andrei Arlovski, que, apesar dos 42 anos de idade, venceu três de seus últimos quatro combates. Na visão de ‘Boi’, um triunfo sobre o veterano serviria como um “divisor de águas” na sua carreira, tendo em vista que, mesmo com a idade avançada, o bielorrusso ainda conta com grande prestígio no mundo das lutas.

Caso não tenha seu pedido atendido, ‘Boi’ elegeu o americano Greg Hardy como outro alvo preferencial. De acordo com o peso-pesado, ele simplesmente não simpatiza com o ex-jogador da NFL (liga de futebol americano) e gostaria de puni-lo dentro do octógono. Curiosamente, o baiano não soube explicar a origem do sentimento negativo pelo rival de divisão.

“Eu quero fazer mais uma luta esse ano, ou até duas. Uma em setembro e outra em dezembro, para ficar perfeito. A de dezembro para garantir minhas férias. E vocês estão vendo que é um Carlos Boi melhorado. O gás está melhor, a movimentação está melhor, o ritmo está melhor. E pode esperar mais e mais. É o que eu falo, cada vez que eu subo no octógono, é um Carlos Boi mais preparado. Vai ser disso aí para cima, sempre”, declarou Carlos ‘Boi’, antes de citar seus alvos preferenciais para uma próxima luta.

“Eu queria lutar com o Andrei Arlovski. Não é uma questão de (ser) desafeto, é só uma questão de ser uma luta que faz sentido. É um cara que tem um grande nome. Para mim, seria ótimo uma vitória contra ele. E eu já vi que o UFC tem o costume de colocá-lo meio que como um divisor de águas na divisão. E o meu desafeto, que não é nem desafeto, porque eu acho que ele nem sabia da minha existência, que é o Greg Hardy. Morro de vontade de bater nele, porque eu não vou com a cara dele. Não sei explicar porque, só não vou com a cara e tenho vontade de bater nele”, finalizou.

No MMA profissional desde 2014, Carlos ‘Boi’ soma 11 vitórias, sendo seis por nocaute, e apenas uma derrota em seu cartel. Seu único revés veio em sua estreia pelo UFC, em julho do ano passado, diante de Sergey Spivak, na decisão majoritária dos juízes.

Mais em Entrevistas