Siga-nos
exclusivo!
Natassia del fischer

Entrevistas

Alex ‘Leko’ reconhece mérito de rival e aponta necessidade de evoluir na parte física

No último sábado (26) Alex ‘Leko’ teve a oportunidade de se apresentar pela primeira vez em um card numerado do UFC, e durante os cinco minutos iniciais do combate contra Brad Riddell parecia que tudo conspirava para a sua segunda vitória consecutiva no octógono mais famoso do mundo. No entanto, a queda de rendimento do brasileiro – em grande parte provocada pelo cansaço – e o crescimento do neozelandês a partir round número dois da peleja sentenciaram a derrota por pontos do atleta da ‘Astra Fight Team’.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, ‘Leko’ admitiu que teve dificuldade para manter o mesmo ritmo imposto no primeiro assalto, onde fez uma apresentação extremamente técnica e levou perigo ao adversário, nos períodos seguintes, mas reconheceu também o mérito do neozelandês na virada de jogo a partir do segundo round. O peso-leve (70 kg) creditou a inteligência e capacidade de modificar a estratégia do rival como pontos fundamentais que levaram à mudança de comando nas ações do confronto.

“Acredito que foi mais mérito dele. Claro, eu tive uma queda de rendimento, mas ele foi muito inteligente. Ele conseguiu sobreviver ao primeiro round e depois conseguiu trabalhar em cima do meu jogo. Ele foi muito inteligente nessa área. E eu, pelo contrário, não consegui fazer isso. Ele conseguiu fazer um trabalho diferente e quando ele veio com esse trabalho, eu não consegui achar o antídoto para isso”, lamentou Alex ‘Leko’.

Agora, após a segunda derrota em três lutas disputadas pelo UFC, ‘Leko’ busca ter tranquilidade para trabalhar na correção dos erros identificados por ele no último confronto. Sem pressa para retornar ao octógono, o brasileiro pretende focar especialmente nas mudanças relativas à parte física, já que o cansaço prematuro em seus combates foi diagnosticado pelo próprio como uma deficiência grave a ser reparada.

“Meu plano agora para o resto do ano é melhorar o que eu tenho que melhorar, eu vou corrigir esses pequenos erros que eu já sei que cometi na luta, que acabaram custando a vitória. Não quero voltar tão cedo porque eu tive alguns erros grossos que eu não posso ter mais, principalmente competindo em alto nível. Não posso mais ter esse tipo de erro. Agora é esfriar a cabeça, reformular alguns treinos meus, porque foi o que me prejudicou. Então, eu quero ter paciência para trabalhar direito, para que eu possa corrigir esses erros e voltar melhor do que nunca”, comentou o peso-leve, antes de confirmar a preocupação com a parte física.

“Eu tive poucos erros técnicos, falando tecnicamente. Foi mais a minha parte física que eu tenho que fazer uma reestruturação, porque eu achei que foi o que mais pesou na luta. Eu sempre treino forte fisicamente para chegar bem e eu tenho que conversar com meus professores para ajeitar isso, porque é uma coisa que está meio que recorrente, e na próxima (luta) eu não posso ter isso”, concluiu.

No MMA profissional desde 2014, Alex Leko, de apenas 24 anos, soma 21 vitórias, sendo 13 por nocaute e sete por finalização, e três derrotas em seu cartel. Pelo UFC, o peso-leve possui dois reveses e um triunfo, sobre Rodrigo ‘Kazula’ Vargas, conquistado em agosto do ano passado, em edição realizada no Uruguai.

Mais em Entrevistas