Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Bellator

Presidente do Bellator explica motivo que o fez reconsiderar a contratação de Romero

Após inicialmente negar ter interesse na contratação de Yoel Romero para o plantel de atletas do Bellator, Scott Coker – presidente da organização rival do UFC – precisou de poucos dias para mudar de ideia e anunciar a chegada do veterano como novo reforço para a divisão dos meio-pesados (93 kg) da liga que comanda. E a razão para a mudança de pensamento, de acordo com o dirigente, teve a ver com os fãs e com outro lutador recém-contratado pela franquia.

Em entrevista ao site ‘MMA Junkie’, Coker admitiu que estava dividido quanto à contratação de Romero, apesar de já ter trabalhado com o veterano anos atrás, ainda sob a bandeira do extinto evento Strikeforce. No entanto, de acordo com o dirigente, tudo mudou a partir do momento em que se deu conta da enorme expectativa criada pelos fãs nas redes sociais quanto a um potencial duelo entre o cubano e Anthony ‘Rumble’ Johnson, outro atleta de longa trajetória no UFC que foi recentemente anunciado como reforço pelo Bellator.

“Yoel começou conosco no Strikeforce em 2008. Parte de mim queria fazer isso. Parte de mim não queria. Depois de assinar com ‘Rumble’ (Johnson), nós tivemos a chance de assinar com Yoel. Nós declinamos (essa oportunidade). Eu vou dizer a você, honestamente, a quantidade de apoio que ele recebeu ao entrar pelas nossas portas, através dos canais de mídia sociais, realmente foi impressionante. Todo mundo queria ver a luta Yoel Romero vs ‘Rumble’ Johnson. Eu me reuni com meu time”, contou Coker, antes de continuar.

“Vou te dizer, nessa situação, as pessoas não entendem: mesmo se nós dissermos que vamos passar (a oportunidade de contratá-lo), nós conversamos com esses empresários o tempo todo – todos os dias. O nome de Yoel continuava subindo e subindo. Por fim, eu apenas disse: ‘Quer saber? Vamos fazer isso. Vamos adicioná-lo ao mix'”, explicou o presidente do Bellator.

Agora, com a contratação de Romero já concretizada, o presidente do Bellator parece satisfeito com sua decisão. O cartola fez questão de destacar que, apesar da idade avançada, o veterano, de 43 anos, ainda tem lenha para queimar, e se disse ansioso por sua estreia pela organização, ainda sem data definida oficialmente.

“Ele é um talento incrível. Ele ainda é alguém que é muito perigoso. Ele definitivamente ainda pode lutar. Eu disse: ‘Vamos colocá-lo no mix, e vamos fazer isso’. Eu estou feliz por termos feito isso. Tive a chance de conversar um pouco com ele. Foi ótimo. Ele parece ser um cara legal e muito maduro. Não vejo a hora de colocá-lo no bolo da nossa divisão até 93 kg em algum momento no próximo ano”, concluiu Coker.

No MMA profissional desde 2009, Yoel Romero soma 13 vitórias e cinco derrotas em seu cartel. Após construir grande parte de sua carreira no UFC, onde permaneceu por sete anos e disputou o cinturão peso-médio (84 kg) em quatro oportunidades, todas sem sucesso, o ex-wrestler cubano deixou a organização e assinou com o Bellator, onde deve atuar na divisão dos meio-pesados.

Mais em Bellator