Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Bellator

‘Pitbull’ cogita descer de peso em busca de terceiro cinturão no Bellator

Estrela do Bellator, Patrício Freire vai estar novamente em ação pela companhia neste sábado (1º), na Califórnia (EUA). Na edição de número 286, ‘Pitbull‘, campeão do peso-pena (66 kg), encara Adam Borics e parece disposto a alcançar um patamar especial na empresa. Tanto que o brasileiro visa defender o cinturão da categoria pela primeira vez em seu terceiro reinado nela e, além disso, adianta que busca um feito raro na história do MMA.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting‘, ‘Pitbull‘ não fez mistério e revelou seus planos para a sequência de sua carreira. Embalado pela vitória sobre o rival AJ McKee, em abril, o brasileiro, caso vença Borics, já indica quem vai ser seu próximo desafiante ao título do peso-pena. Mas se engana quem pensa que o veterano deseja apenas fazer história na categoria. De acordo com Patrício, a possibilidade de descer para o peso-galo (61 kg), de olho no status de campeão duplo da liga existe. E, no caso do atleta, ele poderia ampliar seu legado no esporte, já que pode alcançar o topo de três divisões da organização (peso-pena, leve e agora galo). Vale lembrar que parte dos fãs pedia, por anos, para o profissional pensar na hipótese de realizar tal mudança e, agora, ela pode acontecer.

“Minha intenção é limpar a divisão mais uma vez. Já estou anunciando que meu próximo desafiante, se Deus permitir e eu defender o título contra Borics, será Pico. Acho que ele está indo bem na divisão. Quero defender o título duas vezes. Vou manter meu título, mas vou tentar uma chance abaixo. Vou tentar ser bicampeão mais uma vez, desta vez descendo em vez de subir. Já disse ao Bellator internamente e eles gostaram da ideia. Quando conversei com eles, tinha o GP acontecendo e eu não poderia estar nele. Eu precisaria de um trabalho adequado para lutar no peso-galo, mas para uma luta pelo título, para dar o passo da lenda, acho que funciona”, declarou o campeão do Bellator.

Contudo, apesar do desejo de ser campeão em três categorias do Bellator, Patrício explica que sua intenção não é defender o possível novo cinturão de forma constante, visto que cortar peso para atingir 61 kg na balança é tarefa complicada, ainda mais agora, aos 35 anos. Curiosamente, ‘Pitbull‘ já viveu uma experiência ruim pela falta de atividade em uma divisão diferente. Em 2019, o atleta conquistou o título do peso-leve (70 kg), mas, como nunca o defendeu, viu a organização lhe tirar o valioso objeto em 2021. E, segundo o veterano, o motivo para isso acontecer é simples, porque sua casa é e sempre vai ser o peso-pena. Tanto que o profissional é considerado por parte da comunidade do MMA um dos melhores lutadores da história até 66 kg.

“Não estou considerando a ideia de ficar no peso-galo. O peso pena é a minha categoria, funciona muito bem para mim. O peso-galo está fora de questão. Isso é peso de criança, peso de menina, não funciona para mim. Se houver alguém para defender o título e fizer sentido, eu defendo, mas apenas se for um desafio. Desafios me movem. Se houver algo interessante, vamos lá e fazemos. Mas ficar nesta divisão para sempre é impossível”, concluiu.

Patrício Freire, de 35 anos, é um veterano do MMA e um dos melhores lutadores brasileiros na história do esporte, mesmo sem atuar no UFC. O atleta iniciou sua jornada na modalidade em 2004 e se destacou no Bellator. O rei do peso-pena da organização possui um cartel composto por 33 vitórias e cinco derrotas. Seus principais triunfos foram sobre AJ McKee, Daniel Straus (três vezes), Juan Archuleta, Michael Chandler e Pat Curran.

Mais em Bellator