Siga-nos
Louis Grasse/PXImages

Bellator

Patrício Pitbull mantém cinturão do Bellator e se irrita com vaias da torcida

Maior lutador da história do Bellator, Patrício ‘Pitbull’ não teve dificuldades para superar o rival Adam Borics neste sábado (1º), em Los Angeles (EUA), e manter o cinturão dos pesos-penas (66 kg). No entanto, a estratégia cautelosa, e precisa, do brasileiro irritou a torcida presente no ginásio ‘The Long Beach Arena’.

Mais experiente, o campeão atacou nos momentos certos e, aproveitando as brechas deixadas pelo rival húngaro, que insistia em atacar com joelhadas voadoras, derrubou diversas vezes. Desta forma, Patrício rapidamente abriu vantagem nos assaltos inicial e, ciente da superioridade nas papeletas dos jurados, evitou se expor.

A plateia, porém, passou a vaiar o brasileiro na tentativa de motivá-lo a adotar uma postura mais ofensiva – que obviamente não funcionou. No quarto assalto, por exemplo, Patrício apenas esperou pelos ataques do desafiante, que acuado pelo prejuízo das etapas anteriores pouco fez, protagonizando, assim, um assalto monótono.

Na etapa final, ao ser derrubado por Borics, o brasileiro mostrou que estava com o jiu-jitsu em dia e ainda quase finalizou com uma kimura, comprovando a superioridade técnica no cage. Infelizmente, sua afiada técnica e estratégia impecável não foi o suficiente para agradar a plateia, que seguiu vaiando mesmo ao final da disputa.

“Porque vocês estão me vaiando? Eu sou o campeão. Vão se f***”, bradou o brasileiro no microfone logo após a disputa.

Aos 35 anos, o lutador do Rio Grande do Norte ampliou seu recorde no MMA profissional para 34 vitórias, em cartel que ainda conta com quatro derrotas ao longo dos quase 20 anos de dedicação ao esporte.

Mais em Bellator