Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

Bellator

Patrício ‘Pitbull’ explica irritação com vaias do público: “Querem uma briga de rua”

Em sua mais recente atuação, Patrício Freire seguiu absoluto no Bellator, mas, dessa vez, um fato diferente ocorreu fora do cage. Na edição de número 286, realizada no último sábado (1º), na Califórnia (EUA), ‘Pitbull’, campeão do peso-pena (66 kg), defendeu o cinturão ao vencer Adam Borics por decisão unânime, porém, apesar do domínio no duelo, foi vaiado pelo público presente na ‘Long Beach Arena’ e não escondeu sua irritação.

Ainda no cage, ‘Pitbull’ quis saber o motivo de ser vaiado e mandou uma mensagem nada amigável ao púbico presente. Já na coletiva de imprensa pós-show, o brasileiro justificou seu comportamento. Segundo o campeão do Bellator, é normal parte dos fãs de MMA ter o desejo de assistir duelos insanos e cobrar ação dos atletas, mas o mesmo ressalta que tal parcela dos amantes do esporte também deve entender quando os profissionais atuam de forma estratégica e pragmática. Chateado, Patrício comparou sua performance com a de AJ McKee e alfinetou o rival, que atuou no evento e quase jogou fora seu favoritismo, ao transformar luta em briga diante de Spike Carlyle. Como o veterano não se expôs e passou pelo perigoso Borics sem sofrer risco, classificou as vaias como injustas.

“Às vezes, as pessoas querem ver uma briga de rua como McKee vs Spike. Isso é incrível, mas é como se fosse uma briga de bar. Sou um lutador, sou técnico. Vou pegar meu oponente no momento certo. Não vou cometer um erro desses e me cansar como se fosse uma briga de rua. Sou profissional e não me importo com isso. Eu apenas disse a todos, ‘F***-se’. As pessoas querem ver uma luta maluca, mas não sou mais aquele cara que vai ouvir todo mundo, seguir em frente e errar. Vou estar focado na luta, fazendo a estratégia. Quero a vitória. Venci e isso é tudo que importa. Foi o que eu esperava. Borics é muito bom, muito calmo e eu estava apenas tentando achar o momento certo para agir. Estou sempre procurando o momento certo”, declarou o campeão do Bellator.

Patrício Freire, de 35 anos, é um veterano do MMA e um dos melhores lutadores brasileiros do esporte, mesmo sem atuar no UFC. ‘Pitbull’ iniciou sua jornada na modalidade em 2004, se destacou no Bellator e, para parte dos fãs, alcançou o status de principal atleta da história da companhia. O rei do peso-pena da organização está em seu terceiro reinado na categoria e possui um cartel composto por 34 vitórias e cinco derrotas. Seus principais triunfos foram sobre Adam Borics, AJ McKee, Daniel Straus (três vezes), Juan Archuleta, Michael Chandler e Pat Curran.

Mais em Bellator