Siga-nos
Divulgação/Bellator

Bellator

Campeão do Bellator, Mousasi abre as portas para enfrentar Anderson Silva no boxe

Em seu segundo reinado no peso-médio (84 kg) do Bellator, Gegard Mousasi busca novos desafios nos esportes de combate. Veterano das artes marciais, o campeão vai colocar o título da categoria em jogo pela terceira vez contra a promessa Johnny Eblen nesta sexta-feira (24), em Connecticut (EUA), mas já estuda o que fazer a seguir. Inclusive, o atleta expressa o interesse de se aventurar em outra modalidade e mira um adversário lendário.

Caso vença Eblen e, consequentemente, defenda o cinturão do peso-médio do Bellator, Mousasi manifesta o desejo de lutar boxe e menciona Anderson Silva como oponente ideal. Ciente da grandeza de ‘Spider’, o holandês, por mais que também seja um grande nome dos esportes de combate, reconhece a dificuldade de tirar o hipotético confronto do papel. De todo modo, o campeão da companhia faz questão de deixar claro sua intenção de encarar o brasileiro, mesmo que de forma respeitosa.

Vale pontuar que Anderson e Mousasi poderiam ter se enfrentado no UFC, já que sempre tiveram destaque no peso-médio, mas, para tristeza de parte dos fãs, o duelo entre os atletas ficou apenas na imaginação. Por outro lado, caso não consiga lutar contra ‘Spider’ na nobre arte, o campeão do Bellator recusa, de forma veemente, qualquer possibilidade de atuar no boxe sem luvas e dá a entender que não apoia o crescimento deste esporte.

“Muito interesse, mas não parece que são as cartas agora. Anderson Silva está indo bem. Ele está ganhando. Fora isso, não sei contra quem eu lutaria boxe. Não há ninguém lá fora. Essa é a única opção, para ser honesto. Não, não vou lutar boxe sem luvas. Eu vejo os rostos depois. Minhas mãos já doem”, declarou o campeão do Bellator, em entrevista ao site ‘MMA Junkie’.

Gegard Mousasi, de 36 anos, não é o primeiro lutador do Bellator que expressa o interesse em ir além do MMA. Recentemente, a organização autorizou Michael Page a enfrentar Mike Perry no ‘Bare Knuckle FC’ e Scott Coker, presidente da companhia, também liberou Cris ‘Cyborg’ para realizar uma luta de boxe. Sendo assim, o único trabalho do holandês seria convencer Anderson Silva a aceitar o duelo no ringue. O veterano atua nas artes marciais mistas desde 2003 e tem passagens pelo kickboxing e boxe amador.

Mais em Bellator