Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Treinador de ‘GSP’ se diz enojado com postura de McGregor: “Não sei como pode ter fãs”

A terceira luta entre Conor McGregor e Dustin Poirier, realizada no UFC 264, em julho, ainda repercute na comunidade do MMA e não por conta das atuações dos atletas e sim devido a postura de um deles. Na ocasião, ‘The Diamond’ encerrou a trilogia em vantagem ao nocautear ‘Notorious’ no final do primeiro round, mas o resultado e a lesão sofrida pelo irlandês o tiraram do sério. Imediatamente, o ex-campeão da companhia atacou o rival, sua esposa e tal reação dividiu a opinião de parte dos fãs, praticantes do esporte e da imprensa.

Depois do ocorrido, Firas Zahabi, renomado treinador de MMA, reprovou o comportamento de McGregor no canal oficial da ‘Tristar Gym’ no ‘YouTube’. Após a derrota para Poirier, ‘Notorious’, mesmo caído no chão, foi entrevistado por Joe Rogan e garantiu que irá se vingar. Na sequência, o ex-campeão ameaçou matar ‘The Diamond’ e sua esposa. Se de um lado os defensores do irlandês trataram o episódio como uma espécie de promoção para a quarta luta entre os rivais, do outro, os críticos do profissional expressaram seu repúdio.

Zahabi, que possui uma parceria de longa data com Georges St-Pierre, ressaltou que um artista marcial qualificado como McGregor jamais poderia agir de tal forma. Chateado com a polêmica, o profissional confessou que ficou surpreso de forma negativa e deu a entender que o astro irlandês deveria ser punido pela organização por seus atos agressivos. Além da ação pós-luta, o treinador lembrou que, na coletiva de imprensa pré-UFC 264, ‘Notorious’ também apelou no ‘trash talk’. De acordo com Zahabi, isso acontece, porque o ex-campeão encontrou um adversário superior e não sabe reverter a situação.

“Se McGregor tem um único amigo verdadeiro neste mundo, esse verdadeiro amigo vai dizer que a maneira como ele está se comportando é estúpida, está fazendo parecer mal, está envergonhando sua família e seus amigos. É apenas uma maneira humilhante de um verdadeiro artista marcial, um guerreiro, se comportar. Se fosse qualquer outra pessoa, se fosse um lutador no card preliminar, todos pediriam para expulsar o cara do UFC, mas porque é McGregor, você não pode dizer isso. Ele é o garoto-propaganda, é ele que vende os ingressos. Não! Não há permissão para isso”, criticou Zahabi, antes de completar.

“Fiquei realmente enojado. Não sei como vocês podem ser fãs desse homem. Eu o respeito como lutador, respeito suas habilidades, não posso negar isso, mas a maneira como ele se comportou na coletiva de imprensa foi simplesmente horrível. Seja qual for a rivalidade que você tem, você não pode ameaçar matar uns aos outros. Isso é um comportamento animal. Dizer o que ele disse sobre a esposa de Poirier? É nojento. Ele está com tanta raiva e inveja de Poirier, que dirá e fará qualquer coisa para insultar Poirier. Ele já te derrotou, é um lutador melhor do que você. Ele será lembrado como um lutador melhor do que você”, concluiu.

A histórica rivalidade entre Conor McGregor e Dustin Poirier se iniciou em 2014. Na primeira luta, disputada no peso-pena (66 kg), o clima entre os profissionais era hostil e o irlandês nocauteou ‘The Diamond’ em menos de dois minutos. Na revanche, realizada em janeiro de 2021 e pelo peso-leve (70 kg), o americano deu o troco em ‘Notorious’ da mesma forma, em duelo marcado pelo respeito entre as partes. Para a trilogia, os ícones do MMA voltaram a se provocar e o membro da ‘American Top Team’ nocauteou o desafeto no primeiro round.

Mais em UFC