Siga-nos
Maria Suarez

UFC

Sonnen provoca Jones e cita motivos para Lewis lutar pelo cinturão dos pesados

A discussão entre Dana White e Jon Jones sobre a possível luta contra Francis Ngannou pelo título do peso-pesado abalou a comunidade do MMA. Após o UFC 260, evento realizado no último sábado (27), em Las Vegas (EUA), o ex-campeão dos meio-pesados (93 kg) pediu por mais dinheiro para enfrentar o camaronês e o cartola insinuou que, na verdade, o atleta não teria interesse de medir forças com o africano. O posicionamento do líder da companhia não agradou ‘Bones’, que retrucou e foi respondido por Chael Sonnen, um de seus antagonistas.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui e aqui), Sonnen polemizou. O ex-lutador e atual comentarista lembrou das polêmicas que Jones protagonizou ao longo da carreira e sugeriu que Derrick Lewis seja o primeiro desafiante ao cinturão conquistado por Ngannou. Incomodado com a reclamação de ‘Bones’, o veterano listou motivos para o pesado ultrapassar o ex-campeão dos meio-pesados na corrida pelo título.

Vale lembrar que, no passado, Jones e Sonnen se enfrentaram e o primeiro defendeu o cinturão dos meio-pesados sem qualquer dificuldade. No entanto, a rivalidade entre a dupla continuou ao longo dos anos. Caso o ex-campeão dos meio-pesados não chegue a um acordo com o UFC, o próprio Dana já adiantou que Lewis será o próximo desafiante dos pesados. Uma vez que isso ocorra, a vontade do veterano será feita.

“Se você é um ex-lutador que não consegue escolher uma categoria ou um oponente, tem várias prisões e testes de drogas reprovados, você é o problema. Estas são as razões pelas quais Lewis merece a chance (pelo cinturão): melhor para o esporte, para os fãs e para o UFC”, escreveu Sonnen em sua conta oficial no ‘Twitter’.

Após abandonar o cinturão dos meio-pesados do UFC, Jon Jones iniciou um processo de preparação para se fortalecer, já que agora integra o peso-pesado. Mesmo sem estrear pela categoria, ‘Bones’ foi confirmado pelo próprio Dana White como próximo desafiante dela. Contudo, o que antes parecia certo, no momento, virou um mistério. No passado, o americano e Francis Ngannou cogitaram se enfrentar, porém a proposta feita pela organização não agradou o primeiro, que pediu para ser liberado.

Mais em UFC