Siga-nos
Scott Garfitt/PxImages

UFC

Sean O’Malley mostra otimismo e crava: “Minha próxima luta será pelo título”

A vitória sobre o ex-campeão Petr Yan no UFC 280, em outubro, posicionou Sean O’Malley como um dos favoritos na corrida por um ‘title shot’ na divisão dos galos (61 kg). E, ao que tudo indica, o excêntrico lutador está confiante que fez o suficiente para garantir uma disputa de cinturão no Ultimate.

Em entrevista à ‘ESPN’ americana, O’Malley mostrou otimismo ao cravar que seu próximo compromisso será em uma luta valendo a cinta até 61 kg do UFC. ‘Sugar’, inclusive, também é apontado como favorito à vaga de desafiante pelo próprio dono do título peso-galo da liga, Aljamain Sterling. Uma posição que não surpreende o número um no ranking da categoria.

“Eu sei que minha próxima luta será pelo título. Eu sou a maior luta (para o campeão), obviamente. Não precisa ser um gênio para descobrir isso. Qualquer um que eu enfrente vai ser a maior luta na divisão. Eu não sei o que falar para ele”, afirmou Sean.

No entanto, mesmo otimista, O’Malley não descarta a possibilidade de Henry Cejudo – ex-campeão peso-mosca (57 kg) e peso-galo do UFC – ganhar o direito de disputar o título até 61 kg antes dele. Neste caso, o americano ressaltou que esperaria sua oportunidade e, mais do que isso, torceria para o triunfo de ‘Triple C’, pois o classificou como um rival mais renomado para adicionar ao seu currículo do que o atual soberano da divisão.

“É uma vitória melhor, vencer o bicampeão mundial, duas categorias de peso, medalhista de ouro olímpico (Cejudo). Se você apenas se basear nisso, qual vitória é melhor? Uma vitória sobre Aljo ou uma vitória sobre Cejudo? Para mim, uma vitória sobre Cejudo parece melhor”, cravou.

Depois de um hiato de dois anos, Sean O’Malley voltou às competições em 2020 e rapidamente se consolidou como uma das maiores promessas do peso-galo do UFC. Com apenas uma derrota na carreira, sofrida em duelo contra Marlon Vera, o americano está atualmente em uma sequência invicta de cinco lutas, com quatro vitórias e um ‘no contest’ (sem resultado).

Mais em UFC