Siga-nos
Louis Grasse/PX Images

UFC

Sean O’Malley acusa Thomas Almeida de recusar luta no UFC 258

Desde que surgiu no MMA, Sean O’Malley tem dado o que falar. A promessa do peso-galo (61 kg) do UFC ganhou muita popularidade por seu estilo chamativo tanto dentro quanto fora do octógono, e o norte-americano seguiu a cartilha para permanecer em evidência. Após perder a invencibilidade para Marlon Vera, O’Malley revelou que a organização lhe ofereceu uma luta contra Thomas Almeida no UFC 258, evento que será realizado em fevereiro, porém seu retorno não será contra o brasileiro.

Em seu canal no YouTube ‘The Sugar Show’, O’Malley afirmou que o representante da academia Chute Boxe recusou enfrentá-lo, e aproveitou para zombar do mesmo. Polêmico, o atleta lamentou o posicionamento, mas garantiu que entendeu a negativa do rival porque, de acordo com sua análise, sabia que iria nocauteá-lo caso o encontro fosse oficializado.

“Eu deveria lutar no dia 13 de fevereiro. Recebi a oferta para enfrentar Thomas Almeida, mas ele recusou. Disse que minha mão direita era muito poderosa ou algo parecido com a COVID-19 ou algo assim, então recusou a luta. Boa decisão de sua parte. Teria sido um nocaute pesado. Ainda procuro um adversário, mas planejava lutar contra ele. Nunca anunciei, porque, obviamente, não era oficial e não será oficial. Essa luta não está acontecendo, mas pretendo lutar em fevereiro”, destacou O’Malley.

Apesar do tom confiante, Sean O’Malley, de 26 anos, sofreu um choque de realidade em sua última luta. Na ocasião, o atleta provocou Marlon Vera, questionou suas habilidades, mas, no octógono, sofreu uma lesão e acabou nocauteado ainda no primeiro round. Além de conhecer a primeira derrota de sua carreira, o norte-americano deixou de integrar o top-15 dos galos.

Mais em UFC