Siga-nos
Divulgação/UFC

UFC

Rival acusa Luana Pinheiro de encenação após golpe ilegal: “Exagerada e suspeita”

Derrotada no último sábado (1), após aplicar um golpe ilegal e ser desqualificada, Randa Markos parece ainda não ter aceitado a forma como a luta foi decidida, especialmente pela postura adotada por sua adversária, a brasileira Luana Pinheiro. Através de sua conta oficial no ‘Instagram’ (veja abaixo ou clique aqui), a iraquiana naturalizada canadense acusou a rival de encenar a gravidade da situação para obrigar a interrupção do combate pelo árbitro e garantir sua vitória.

De acordo com Markos, que acertou uma pedalada no rosto da brasileira quando ambas estavam no solo, os aparentes danos causados pelo golpe ilegal aplicado por ela foram amplificados pela rival. A canadense ainda destacou que, ao ser atingida por Luana com dedadas no olho durante a peleja, não cogitou abandoná-la ou declarar-se impossibilitada de continuar lutando, em clara alusão à situação inversa vivida pela paraibana.

“Eu estou no jogo da luta há algum tempo. Eu nunca lancei um golpe ilegal intencionalmente. É uma luta, m*** está destinada a acontecer. Eu levei três dedadas no olho (que exigiram pontos e perda de visão) e nunca pensei por um segundo que eu não iria continuar. Eu tive um ótimo camp de treinamento com Travis Lutter, Coach Shug e Justin Adams no Texas, e eu estava pronta para mostrar minhas habilidades para a maior promoção de lutas no mundo”, afirmou Randa, antes de continuar.

“Sim, meu pé raspou nela, mas a inabilidade de continuar da minha oponente pareceu um pouco exagerada e suspeita. Eu a avisei depois da dedada no olho que eu não deixaria o cage sem uma vitória e ela roubou isso de mim. Eu estou empolgada sobre o que vier na sequência. Tenho muito coração em mim que precisar ser liberado. Obrigado a todo mundo que me ajudou com esse camp. Eu amo todos vocês e vou estar de volta em breve”, concluiu a veterana.

Com o resultado do último sábado, pelo card do UFC Vegas 25, Randa Markos chega à quarta derrota consecutiva, três delas contra brasileiras. Por sua vez, Luana Pinheiro estreou com o pé direito na principal organização de MMA do planeta. A paraibana, que dominava o primeiro round até ser atingida pelo golpe ilegal que encerrou o duelo contra Markos, soma agora nove triunfos e apenas um revés em seu cartel.

Mais em UFC