Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

O’Malley sugere que ‘Do Bronx’ pode ter influenciado na aposentadoria de Khabib

Ex-campeão peso-leve (70 kg) do UFC, Khabib Nurmagomedov pendurou as luvas em outubro de 2020, deixando para trás um irretocável cartel de 29 vitórias e nenhuma derrota e a sensação de que nenhum rival de divisão seria capaz de ameaçar sua invencibilidade no MMA. Porém, a cada dia que passa, mais e mais membros da comunidade das lutas começam a questionar esta noção e apontam o sucessor do russo no trono da categoria até 70 kg do Ultimate, o brasileiro Charles ‘Do Bronx’, como o responsável por colocar em xeque o status do agora ex-lutador.

Quem também manifestou, recentemente, sua opinião sobre o assunto foi a jovem promessa do UFC Sean O’Malley. Em entrevista ao ‘Canal Encarada’, do ‘Youtube’, o americano citou ‘Do Bronx’ como uma real ameaça à invencibilidade de Khabib no octógono, caso o russo decidisse voltar a competir. ‘Sugar’, como é conhecido, foi além e sugeriu que a ascensão do brasileiro ao topo da divisão dos leves pode, inclusive, ter influenciado na precoce aposentadoria de Nurmagomedov, que deixou o esporte aos 31 anos recém-completados e ainda no auge de sua forma física e técnica.

“Essa é a luta que eu gostaria de ver se Khabib voltasse para a divisão. Seria Charles. Todos os outros eu acho que Khabib meio que espanca. Eu acho que Charles é o único que realmente pode causar problemas para Khabib e, quem sabe, talvez seja por isso que Khabib se afastou. Talvez ele tenha visto: ‘Eu não quero (enfrentar) esse cara’. Quem sabe? Mas, sim, essa é a luta que eu estaria interessado em ver Khabib voltar para fazer. Seria uma luta enorme”, opinou O’Malley.

Após dominar a divisão dos leves por anos, superando praticamente todos os grandes nomes da categoria, Khabib Nurmagomedov decidiu se aposentar e deixar o cinturão peso-leve do Ultimate vago, em outubro de 2020. À época, o russo citou a morte de seu pai, Abdulmanap, em decorrência de complicações causadas pela COVID-19 e uma promessa feita à sua mãe como as principais razões para tal atitude. Nurmagomedov pendurou as luvas com um cartel invicto, mas sem nunca ter enfrentado Charles ‘Do Bronx’.

O brasileiro, por sua vez, viu sua carreira chegar a um nível superlativo nos últimos anos, com uma sequência invicta respeitável. O atleta da ‘Chute Boxe Diego Lima’ conquistou o cinturão peso-leve do UFC, vago por Khabib, ao bater o americano Michael Chandler, em maio do ano passado. Em sua primeira defesa de título, Charles finalizou o favorito Dustin Poirier e provou que tinha chegado para ficar no topo da categoria. Porém, em seu mais recente compromisso como campeão, o paulista falhou na balança da pesagem do UFC 274 e viu sua cinta ser retirada de suas mãos, mesmo sem perder dentro do octógono.

No mesmo evento, o brasileiro mostrou enorme força mental para subir no octógono e derrotar Justin Gaethje, mesmo sem defender seu título. Com a vitória, entretanto, ‘Do Bronx’ garantiu vaga na próxima disputa pelo cinturão dos leves, novamente vago neste momento, contra adversário ainda a ser definido. Além disso, Charles mostrou que, hoje, é o principal nome da categoria anteriormente dominada por Khabib Nurmagomedov.

Mais em UFC