Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Ngannou recusa renovar contrato com UFC e revela ter pedido dinheiro emprestado

A situação de Francis Ngannou está cada vez mais complicada no UFC. Quando o camaronês conquistou o cinturão do peso-pesado, em março, parte da comunidade do MMA se preparou para o início de sua era na categoria e imaginava que a relação com a companhia era boa, porém tudo não passou de achismo. Atualmente, ‘The Predator’ viu Ciryl Gane se tornar campeão interino, reclamou e, ao que parece, não se arrependeu de entrar em rota de colisão com a empresa.

Em entrevista ao site ‘MMA Fighting’, Ngannou, que constantemente reclama do salário que recebe do UFC, fez novas críticas e surpreendeu. Mesmo tendo status de estrela do esporte e sendo um dos lutadores mais populares da atualidade, o camaronês revelou que precisa pedir dinheiro emprestado para realizar seus ‘camps’ e viver.

Como se mostra insatisfeito com a maior companhia de MMA do mundo, ‘The Predator’ explicou que, enquanto não chegarem a um acerto, a renovação de contrato segue fora dos planos. De acordo com o campeão do peso-pesado, ela aconteceria, porém questionou se o desejo da empresa é recíproco. Vale lembrar que a relação entre o lutador e a organização começou a se deteriorar, quando o mesmo expressou o interesse em atuar no boxe.

“Não assinei um novo acordo. Em primeiro lugar, existe uma cláusula de campeão e o UFC tenta aplicar pressão com uma extensão, mas não assinei um novo acordo e acho que esse é basicamente o problema, porque não quero assinar um novo contrato em certos termos. Não funciona para mim, porque não me sinto protegido nesses termos. Nos últimos dois anos, lutei duas vezes e preciso pedir dinheiro emprestado para viver. Ninguém se preocupa com isso. Não tenho garantia e não tenho proteção”, declarou o campeão do peso-pesado, antes de completar.

“Com base nessa experiência, quero obter algo melhor, melhores condições no meu contrato e, obviamente, ser pago pelo que mereço. O UFC é uma organização linda e agradável. Amo estar no UFC. A única parte que é desafiadora agora é a dos bastidores. Mas lutar, amo isso. Com certeza, adoro a companhia, isso não é questionável. Ainda espero e desejo que dê certo. Se não funcionar, não posso fazer nada. Na minha opinião, pelo que estou vendo, o UFC está tentando me desmerecer. Isso é o que sei. Quem promove alguém não pode trabalhar junto desmerecendo. Você não faz isso com alguém que deseja promover”, concluiu.

Francis Ngannou estreou pelo UFC em 2015, venceu grandes nomes do MMA e se tornou um dos lutadores mais assustadores do esporte. Pela organização, ‘The Predator’ nocauteou Alistair Overeem, Andrei Arlovski, Cain Velasquez, Curtis Blaydes (duas vezes), Jairzinho Rozenstruik, Júnior ‘Cigano’ e Stipe Miocic. Inclusive, o campeão do peso-pesado já é apontado por parte dos fãs e da imprensa especializada como um dos principais atletas da história da categoria por conta de seu porte físico e poder.

Mais em UFC