Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Michael Bisping alerta Jon Jones sobre excesso de ganho de peso

Depois de dominar por anos a categoria dos meio-pesados (93 kg) do UFC, Jon Jones decidiu abdicar de seu cinturão, em agosto de 2020, e se preparar para subir para o peso-pesado. Desde então, ‘Bones’ parece estar focado principalmente no ganho de massa muscular, a fim de suportar as exigências físicas da divisão. A estratégia, entretanto, é vista com ressalvas por um ex-campeão do Ultimate.

Durante uma transmissão ao vivo em seu canal no ‘Youtube’, Michael Bisping – ex-campeão peso-médio (84 kg) do UFC e atual comentarista da companhia – aconselhou Jones a tomar cuidado com o ganho excessivo de peso e o que isso poderia representar no seu desempenho dentro do octógono. Mesmo assim, o inglês fez questão de exaltar ‘Bones’, a quem classificou como “o maior de todos os tempos”, e se mostrou empolgado para acompanhar a nova fase na carreira do americano.

Vale destacar que, há poucos dias, a mudança física do ex-campeão dos meio-pesados virou tema de discussão entre fãs na internet. Através de um vídeo publicado pelo próprio lutador nas redes sociais, no qual aparece treinando manopla, muitas pessoas observaram que Jones aparentava estar mais lento e culparam o excesso de ganho de peso. O americano rebateu os comentários e prometeu provar que todos estão errados quando voltar ao cage.

“Eu não sei se essa é a ideia mais inteligente, sabe? Quer dizer, obviamente você quer ficar mais pesado, você quer ficar maior, você quer ficar mais forte. Mas você não quer ficar tão pesado quanto você possa conseguir. Jon Jones, o maior de todos os tempos, provavelmente vai fazer coisas fantásticas no peso-pesado. Provavelmente (vai lutar contra) Stipe Miocic, provavelmente pelo cinturão interino, provavelmente encare Francis Ngannou se ele vencer essa. Então, há muito a se olhar para frente”, comentou Michael Bisping.

Sem lutar desde fevereiro de 2020, Jon Jones segue sem ter sua estreia como peso-pesado agendada. Neste período de transição, além do processo de ganho de peso e a adaptação ao novo corpo, o ex-campeão dos meio-pesados do UFC enfrentou problemas fora do cage que também atrasaram sua programação.

Primeiro, o americano entrou em rota de colisão com o Ultimate, cobrando uma maior valorização salarial e condicionando sua volta ao octógono a um acordo com a organização. Depois, Jones teve novos problemas com a lei, ao ser preso acusado de violência doméstica contra sua noiva, em setembro de 2021. O caso, por sinal, levou à expulsão do lutador de sua antiga academia, a ‘Jackson Wink MMA’, o que fez com que ‘Bones’ buscasse abrigo na equipe de Henry Cejudo, a ‘Fight Ready’.

Mais em UFC