Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Khamzat Chimaev se compara a Muhammad Ali e Mike Tyson por sucesso no UFC

Khamzat Chimaev segue imparável no MMA. No UFC 279, evento realizado em setembro, em Las Vegas (EUA), o russo protagonizou polêmicas (briga nos bastidores que resultou no cancelamento da coletiva de imprensa e falha na pesagem oficial que acarretou em mudança de combates) e poderia perder o foco da luta em si, mas superou os problemas fora do octógono e, nele, impressionou ao finalizar Kevin Holland com facilidade. Logo, no auge da confiança por provar sua dominância na companhia mais uma vez, o atleta deu uma declaração ousada.

Chimaev afirma que vai se tornar campeão do UFC, seja dos meio-médios (77 kg) ou do peso-médio (84 kg), e adianta que é questão de tempo para ter o título. E não para por aí. Ciente do seu alto nível e hype no MMA, o russo deixa a humildade de lado e, mesmo sendo um jovem talento, já se compara com ícones dos esportes de combate. Para parte dos fãs, a postura de Khamzat pode ser exagerada, mas é bom ressaltar que o atleta apresenta um início de carreira assustador nas artes marciais mistas, pois está invicto, vence os oponentes de forma irrepreensível e praticamente sai das lutas sem ser tocado. Por conta disso, ‘Borz’ recebe um tratamento especial da liga.

“Se alguém vai ser campeão, serei eu. Muhammad Ali se tornou Muhammad Ali, Mike Tyson se tornou Mike Tyson e eu serei Khamzat Chimaev. Não haverá diferença”, cravou o lutador, em vídeo disponibilizado pelo canal do ‘YouTube’ ‘Blockasset’.

Invicto no MMA, Khamzat Chimaev, de 28 anos, disputou seis lutas no UFC e cresceu nos meio-médios. O russo estreou pela organização em 2020 e suas vítimas nela foram John Phillips, Rhys McKee, Gerald Meerschaert, Li Jingliang, Gilbert ‘Durinho’ e Kevin Holland em sequência. Atualmente, ‘Borz’ é dono do terceiro lugar no ranking da categoria e lista Alex ‘Poatan’, Colby Covington, Israel Adesanya, Kamaru Usman e Leon Edwards como potenciais rivais.

Mais em UFC