Siga-nos
Natassia del Fischer/PxImages

UFC

Khamzat Chimaev planeja retorno para julho contra Neil Magny, revela empresário

Após ter sua saúde bastante afetada pela COVID-19, chegando inclusive a cogitar sua aposentadoria, Khamzat Chimaev parece estar próximo da recuperação total da doença. Depois do próprio lutador indicar seu retorno nas redes sociais, agora foi a vez do seu empresário, Ali Abdelaziz, comentar sobre a volta do russo naturalizado sueco aos octógonos.

Em entrevista à ‘ESPN’ americana, Abdelaziz revelou que Chimaev deve começar a treinar novamente em breve e, com isso, já mira um novo compromisso pelo UFC. De acordo com o empresário, o meio-médio (77 kg) projeta seu retorno para julho e tem como alvo o americano Neil Magny, nono colocado no ranking da categoria.

“Ele provavelmente vai começar a treinar no meio de abril, e está querendo lutar no começo de julho. Ele ainda está recebendo tratamento médico diariamente, mas ele está muito melhor. Neil Magny é o cara que nós temos em mente como oponente, mas vamos ver o que acontece”, revelou Ali Abdelaziz.

O empresário também explicou que o anúncio de aposentadoria feito por Chimaev nas redes sociais foi fruto de sua frustração por não poder treinar em razão da COVID-19. Sentimento que já foi superado pelo lutador, de acordo com o manager, que ainda insinuou que seu cliente pensa em apelar para métodos de preparação inusitados visando seu próximo compromisso.

“Eu acho que muitos de nós não sabemos verdadeiramente o que esses jovens lutadores passam. É impossível viver dentro de suas cabeças e corpos, e às vezes eles dizem coisas por frustração ou eles estão irritados por não poderem fazer o que amam. Khamzat tem feito isso por toda sua vida, então ele se sentiu quase como um aleijado por não ser capaz de treinar, mas agora ele está saudável e vai voltar a treinar”, explicou Ali, antes de revelar a inusitada ideia do lutador de origem chechena.

“Eu estava conversando com ele nessa semana e ele até disse que vai nadar com jacarés e tubarões. Fazendo movimentos com essas criaturas, como parte de um programa de treinamentos especial”, concluiu.

Ainda com pouca experiência no MMA profissional, no qual iniciou sua trajetória em 2018, Khamzat Chimaev se tornou uma das sensações do UFC no ano passado, após vencer de forma contundente três combates em pouco mais de dois meses desde a sua estreia na liga. Bom também com o microfone nas mãos, o lutador de origem chechena logo garantiu uma vaga no ranking dos meio-médios (77 kg) e um confronto contra o então terceiro colocado na lista, Leon Edwards, que acabou ficando apenas no papel, devido à COVID-19.

Mais em UFC