Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Kevin Lee aposta em triunfo de McGregor sobre Poirier, mas avisa: “Não vence Charles”

Restando menos de uma semana para o terceiro capítulo da trilogia entre Conor McGregor e Dustin Poirier, que liderará o card do UFC 264, a expectativa já toma conta da comunidade do MMA. Com todas as atenções voltadas para este evento, muitos atletas têm palpitado sobre o provável resultado do combate, como foi o caso do ex-desafiante ao cinturão interino do peso-leve (70 kg) Kevin Lee.

Ao canal do Youtube ‘Helen Yee Sports’, Kevin apontou ligeiro favoritismo para Conor McGregor, citando os possíveis ajustes que o irlandês pode ter feito em sua preparação para o duelo do próximo sábado (10). E o lutador ainda foi além. Ciente da importância do confronto, que pode definir o próximo desafiante ao cinturão peso-leve do Ultimate, o americano já fez uma análise sobre o futuro.

E, na visão de Kevin Lee, independentemente do resultado final da trilogia, tanto McGregor, como Poirier não estão preparados para derrotar o atual campeão dos leves, o brasileiro Charles ‘Do Bronx’. Com a experiência de quem já foi superado pelo paulista, o americano demonstrou confiança na continuidade do reinado do atleta da ‘Chute Boxe Diego Lima’.

“Eu não sei. Eu vejo Conor talvez vencendo essa. Eu acho que ele vai fazer os ajustes e vencer essa. Mas, independentemente, qualquer um dos dois (McGregor ou Poirier), eu não acho que tem o jogo completo para vencer alguém como Charles (Do Bronx). Com Charles você tem que estar atento aos detalhes o tempo inteiro e você tem que ter as habilidades por trás disso”, analisou Kevin, antes de continuar.

“Eu acho que Dustin teve muitas lutas e ele meio que está se tornando efetivo, mas eu acho que ele começou a atingir um período de platô, onde ele meio que faz o que ele faz. Mas não tem nenhuma novidade no jogo dele. Você tem que atingir Charles com algo novo”, finalizou.

Dustin Poirier e Conor McGregor iniciaram sua história de rivalidade em 2014. Ainda quando ambos os lutadores atuavam pelo peso-pena (66 kg), o irlandês nocauteou o adversário no assalto inicial. Após mais de seis anos após esse embate, os lutadores voltaram a se enfrentar, em janeiro deste ano, na luta principal do UFC 257 e, dessa vez, o americano saiu vitorioso por nocaute no segundo round.

Mais em UFC