Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Jones aposta em volta por cima de McGregor e o convida para treinos: “Pode mover montanhas”

Conor McGregor e Jon Jones possuem semelhanças. Ao mesmo tempo que os lutadores são dois dos principais nomes da história do esporte e ex-campeões do UFC, também dividem a opinião da comunidade do MMA, já que costumam protagonizar episódios polêmicos fora do octógono. Tanto que uma parte dos fãs questiona se, de fato, a dupla ainda reúne o que é necessário para competir em alto nível. Sendo assim, ‘Bones’ saiu em defesa de ‘Notorious’.

Ao realizar uma sessão de perguntas e respostas em sua redes sociais (veja abaixo ou clique aqui e aqui), Jones foi questionado por um fã se McGregor ainda tem condição de voltar a ser campeão do UFC após sua lesão na perna sofrida na trilogia contra Dustin Poirier, realizada em julho. Sem titubear, o antigo rei dos meio-pesados (93 kg) cravou que sim, muito por conta da dedicação e do talento de um atleta que conquistou o cinturão do peso-pena (66 kg) e do peso-leve (70 kg).

Além disso, como ‘Bones’ passou a treinar com Henry Cejudo na academia ‘Fight Ready’, localizada no Arizona (EUA), abriu as portas da equipe para recepcionar o astro irlandês, caso este decida se aventurar em um novo time. A curiosidade é que Jones e McGregor, constantemente, discutem com diversos lutadores, até mesmo de categorias diferentes das que atuam, mas o mesmo não se aplica em relação a um com o outro. Pelo contrário, os ex-campeões do UFC adotam uma postura respeitosa, justamente, por seus feitos no MMA.

“Com a equipe certa de pessoas, com certeza, você nunca pode ignorar alguém como ele. Com toda a sua energia no lugar certo, aquele homem poderia mover montanhas. Ele está mais perto. Um atleta como McGregor colaborando com Cejudo e os caras…”, escreveu o ex-campeão do UFC em sua conta oficial no ‘Twitter’.

Apesar de ser um dos maiores lutadores da história do MMA, o momento de Jon Jones no UFC não é bom e seu futuro na organização é incerto. Após anunciar que subiria para o peso-pesado, ‘Bones’ focou em sua preparação e, visivelmente, seu corpo sofreu mudanças. Dessa forma, o retorno do atleta aos meio-pesados, categoria que dominou, é inviável.

Com esse cenário, para permanecer na atual divisão e enfrentar Francis Ngannou ou Ciryl Gane pelo título, o americano terá que aceitar o valor que Dana White está disposto a pagar ou convencer o cartola a valorizar seu passe, algo que parece improvável.

Mais em UFC