Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Johnny Walker se pronuncia após derrota e garante estar motivado para encerrar má fase

Johnny Walker não conseguiu desempenhar um bom papel em seu segundo ‘main event’ seguido no UFC. Na edição ‘Vegas 48’, realizada no último sábado (19), o brasileiro enfrentou o poderoso Jamahal Hill e acabou nocauteado no primeiro round. Mas se engana quem pensa que o duro resultado desanimou o integrante do top-15 dos meio-pesados (93 kg) da companhia.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), Walker fez questão de se pronunciar após o nocaute sofrido contra Hill e garantiu estar motivado para encerrar a má fase no UFC. O brasileiro perdeu quatro das últimas cinco lutas que disputou pela organização e passou a ficar em risco nela, mas ignorou qualquer possibilidade de ser cortado. Disposto a provar que é um profissional capaz de competir em alto nível diante dos principais nomes do MMA, o carioca prometeu treinar ainda mais para se reencontrar com as vitórias, mostrar seu valor para a companhia e honrar o apoio que recebe de seus fãs.

“Vamos para a próxima, galera. Machuquei só um pouquinho aqui, dei uma bobeada lá, mas vida que segue. Estou bem e vamos para a próxima”, declarou o lutador em sua conta oficial no ‘Instagram’.

Johnny Walker, de 29 anos, iniciou sua trajetória no UFC em 2018 e causou impacto ao aplicar nocautes relâmpagos em suas três primeiras lutas. Tanto que parte dos fãs apontou o brasileiro como uma possível ameaça ao reinado de Jon Jones nos meio-pesados na época. Contudo, o carioca perdeu o hype ao ser derrotado por Corey Anderson e Nikita Krylov em sequência. O atleta voltou ao caminho das vitórias contra Ryan Spann, mas, recentemente, sucumbiu diante de Thiago ‘Marreta’ e Jamahal Hill de forma consecutiva.

Mais em UFC