Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Gastelum aponta Whittaker como lutador a destronar Adesanya: “Me fez ficar mal”

O UFC 263 foi um evento importante para o peso-médio (84 kg). Na atração realizada no último sábado (12), no Arizona (EUA), Israel Adesanya defendeu o cinturão da categoria pela terceira vez ao controlar Marvin Vettori na revanche e se consolidou como um campeão dominante. Contudo, Kelvin Gastelum indicou que um velho conhecido do nigeriano pode ameaçar seu reinado na divisão.

Presente no UFC 263 como lutador convidado da organização, Gastelum conversou com a imprensa e analisou o futuro do peso-médio. Como Adesanya permanece invicto na categoria ao passar por mais um rival, parte da comunidade do MMA questiona se, de fato, existe algum profissional que possa destroná-lo. Sendo assim, o atleta, número nove no ranking, citou Robert Whittaker como um oponente capaz de fazer frente ao campeão. A curiosidade é que Gastelum já enfrentou a dupla e acabou derrotado.

Em 2019, o americano perdeu para Adesanya em duelo válido pelo título interino do peso-médio, mas deu ao algoz uma verdadeira batalha. Na atual temporada, em duelo realizado em abril, o pupilo de Rafael Cordeiro foi dominado pelo australiano. Com essa experiência, Gastelum comparou os atletas e classificou Whittaker como um lutador especial. Apesar de Adesanya ter vencido ‘The Reaper’ por nocaute no primeiro encontro, o membro da ‘Kings MMA’ sinalizou que a revanche entre eles pode ser diferente.

“Whittaker me impressionou muito. Se ele lutar da maneira que lutou quando me enfrentou, terá uma chance real de reconquistar o título dos médios. Ele estava um passo à frente o tempo todo e isso me motivou. Realmente, acendeu um fogo dentro de mim saber que ainda tenho um pouco de trabalho para chegar a este nível. Ele me impressionou muito”, declarou Gastelum, antes de completar.

“Não achei que ele fosse tão bom. Nunca me senti assim em uma luta. Nem mesmo Adesanya me fez sentir assim. Ele, realmente, me frustrou, me fez ficar mal. Ele era muito mais rápido do que eu, utilizou seu footwork muito bem. Ele não queria trocar golpes comigo e usou o jab muito bem”, concluiu.

Derrotado em sua última luta justamente por Robert Whittaker, Kelvin Gastelum, de 29 anos, busca recuperação no UFC. Agora, o americano vai enfrentar Jared Cannonier, terceiro colocado no ranking do peso-médio, no dia 21 de agosto, na tentativa de voltar a integrar o top-5 da categoria.

No MMA desde 2010, o vencedor do TUF 17 disputou 24 lutas, venceu 17 e perdeu sete vezes. Atualmente, o pupilo de Rafael Cordeiro se encontra em nono lugar no ranking da divisão. Seus triunfos de maior destaque na modalidade foram diante de Johny Hendricks, Michael Bisping, Ronaldo ‘Jacaré’, Tim Kennedy e Uriah Hall.

Mais em UFC