Siga-nos

UFC

Gaethje valoriza agressividade e promete vencer Chandler de forma violenta no UFC

Uma das lutas mais aguardadas por parte dos fãs na atual temporada é o importante encontro entre Justin Gaethje e Michael Chandler. Os atletas vão se enfrentar no UFC 268, evento que acontece em novembro, em Nova York (EUA), e o vencedor do duelo voltará a ficar próximo de disputar o título do peso-leve (70 kg) da companhia. Mas, mesmo que o confronto não tivesse tanto valor, ‘The Highlight’ cravou que seria igualmente agressivo.

Em entrevista à ‘ESPN’ americana, Gaethje explicou que ser violento compõe sua natureza e assegurou que jamais mudará sua forma de lutar. O posicionamento do americano faz sentido, já que parte da comunidade do MMA sabe o que esperar quando o atleta se encontra no octógono, ou seja, o show é garantido tanto nas vitórias, quanto nas derrotas.

Para o combate válido pelo UFC 268, Chandler se mostrou empolgado por enfrentar um adversário selvagem, porém Gaethje duvidou que o ex-campeão do Bellator manterá sua palavra de ir com tudo do início ao fim do confronto. Como é um wrestler de origem, ‘The Highlight’ indicou que o oponente vai apelar para a modalidade na tentativa de conter seus avanços, mas, confiante, já avisou que o fim do rival será impactante. O lutador ilustrou seu pensamento ao mencionar os números que possui no esporte.

“Há apenas um denominador comum em cada uma dessas lutas e sou eu. É assim que eu luto. Essa luta será igual. Vou lutar e tentar quebrar esse cara o mais rápido possível, da forma mais violenta possível. O ‘homem mais violento’ e toda essa besteira não importa. Tenho 22 vitórias, três derrotas, com 19 nocautes. Qual desses caras pode se gabar disso? Qual desses caras pode dizer que ganhou nove bônus nas primeiras sete lutas? Nenhum deles. O denominador comum sou eu todas as vezes. Esse é o jeito que eu luto, é por isso que eles me pagam tanto dinheiro”, declarou Gaethje.

Justin Gaethje, de 31 anos, é considerado por parte da comunidade do MMA um dos atletas mais empolgantes do esporte por conta de seu estilo de luta agressivo e poder de nocaute. O americano chegou ao UFC em 2017, disputou oito combates, venceu cinco, sendo todos por nocaute e conquistando bônus, e perdeu três vezes. Atualmente, o ex-campeão interino do peso-leve ocupa a segunda posição no ranking da categoria e possui triunfos marcantes sobre Donald Cerrone, Edson Barboza e Tony Ferguson.

Mais em UFC