Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Ex-campeão Anthony Pettis afasta risco de ser cortado do UFC após má fase

Após Dana White anunciar que cerca de 60 nomes podem ser cortados do UFC e liberar Anderson Silva e Yoel Romero de seus contratos, boa parte dos fãs começou a especular quais atletas poderiam integrar a temida ‘barca’ da companhia. E Anthony Pettis foi um dos mencionados por eles. É bem verdade que o ex-campeão do peso-leve (70 kg) venceu Alex Morono por decisão unânime no UFC Vegas 17, evento realizado no último sábado (19), mas, como essa foi a última luta em seu contrato com a organização, seu futuro nela é indefinido.

Na coletiva de imprensa realizada logo depois da atração, Pettis negou que lutou pressionado para vencer e, consequentemente, manter seu emprego na empresa. Inclusive, ‘Showtime’, como o atleta é conhecido, justificou sua posição, ao lembrar que atua pela companhia desde 2011 e que provou ser capaz de enfrentar os melhores de igual para igual. Ao mesmo tempo, o ex-campeão, assim como os fãs, se mostrou incerto quanto ao seu futuro e comemorou o fato de vencer duas lutas seguidas, algo que não ocorre desde 2014.

“Não me senti pressionado. Se pensasse nisso, teria lutado de forma diferente. Não acho que meu trabalho estava em jogo. Ganhei o direito de estar onde estou. Posso enfrentar os melhores. Venci Thompson, que fez a luta principal e é um grande lutador. Meu objetivo é conseguir uma sequência de vitórias. Esta é minha primeira em muito tempo. Não sei o que vai acontecer. Tinha o risco de aceitar essa luta e não renovar com o UFC. Tenho 33 anos e estou há muito tempo nesse jogo e nessa empresa. Eu amo o UFC e cresci sob essas luzes. A companhia me fez ser quem sou, mas pretendo descansar e ver o que acontece em 2021”, declarou Pettis.

Depois de muito tempo, Anthony Pettis vive seu melhor momento no UFC. ‘Showtime’ se recuperou das duas derrotas seguidas ao vencer Donald Cerrone e Alex Morono na atual temporada. Atualmente, o norte-americano se encontra na 12ª posição no ranking do peso-meio-médio (77 kg), mas ensaia uma volta aos leves, categoria que foi campeão em 2013.

Mais em UFC