Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Empresário ignora Covington e revela que Usman pediu para enfrentar Chiesa no UFC

Quando conquistou o cinturão dos meio-médios (77 kg) do UFC, em 2019, Kamaru Usman informou que seria um campeão ativo no octógono e cumpriu com a promessa. Desde então, o nigeriano já defendeu o título da categoria em quatro oportunidades, sendo a última realizada em abril, na Flórida (EUA). Mesmo assim, Ali Abdelaziz sinalizou que seu cliente não vai ficar parado.

Em entrevista à ‘ESPN’ americana, o empresário revelou que conversou com Usman e que o campeão dos meio-médios expressou o interesse em lutar no UFC 263, evento que acontece no dia 12 de junho, ainda sem local definido. De olho em uma vaga no show, o nigeriano surpreendeu ao citar como possível adversário um nome que voa abaixo do radar na categoria.

De acordo com Abdelaziz, Usman pediu para lutar contra Michael Chiesa. É bem verdade que o americano vive grande momento no MMA. Nos meio-médios, ‘Maverick’ disputou quatro lutas, venceu todas e passou a ocupar o sétimo lugar no ranking da categoria. Contudo, Dana White indicou que Colby Covington lidera a corrida para desafiar o número um da divisão. Inclusive, o empresário estranhou o fato do cartola insistir em realizar a revanche entre os rivais.

“Nos últimos dez meses, Usman lutou três vezes. Nos últimos três anos, Covington lutou três vezes. Depois que Kamaru destruiu sua mandíbula e desfigurou seu rosto, Kamaru defendeu o cinturão contra oponentes muito duros. Covington foi lutar com Woodley, que nem está mais no UFC e tem 40 anos. Talvez, Covington seja bom para os negócios. Chiesa tem uma sequência de quatro vitórias consecutivas, Vicente tem três, Edwards tem oito”, analisou Abdelaziz, antes de completar.

“Por que Covington é tão especial? Se Vettori vence Adesanya, por que não Usman lutar contra Vettori pelo título dos médios? Usman conquistou o direito de fazer o que quiser agora, mas respeitamos Dana e vamos trabalhar juntos. Usman me ligou e pediu para lutar no dia 12 de junho com Chiesa. Ele me perguntou quem tinha a maior sequência de vitórias no top-5 da categoria e é Chiesa”, concluiu.

Apesar do interesse de Kamaru Usman em integrar o UFC 263, dificilmente, o campeão dos meio-médios vai conseguir uma vaga no show. A atração do dia 12 de junho já conta com duas disputas de cinturão. Na luta principal, Israel Adesanya, rei do peso-médio (84 kg), vai enfrentar Marvin Vettori pela segunda vez. No ‘co-main event’, Deiveson Figueiredo, número um do peso-mosca (57 kg), também vai medir forças com Brandon Moreno novamente.

Citado por Ali Abdelaziz e Kamaru Usman, Michael Chiesa, de 32 anos, vive o seu melhor momento no UFC. Desde que trocou o peso-leve (70 kg) pelos meio-médios, ‘Maverick’ venceu as quatro lutas que disputou na categoria e superou nomes conhecidos dos fãs como Carlos Condit, Diego Sanchez, Neil Magny e Rafael dos Anjos. Sua última aparição no octógono aconteceu em janeiro de 2021, em Abu Dhabi (EAU).

Mais em UFC