Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Empresário cobra punição do UFC para argentino que comparou Deiveson a macaco

A rivalidade entre Deiveson Figueiredo, campeão do peso-mosca (57 kg) do UFC, e Brandon Moreno já era evidente, mas, na última quinta-feira (10), atingiu outro patamar. Companheiro de treinos do mexicano e lutador da companhia, Marcelo Rojo, provocou o brasileiro ao realizar comparações de cunho racista em suas redes sociais. Ao tomar conhecimento das postagens do argentino, Wallid Ismail, empresário do paraense, defendeu seu atleta.

Em entrevista exclusiva à reportagem da Ag. Fight, Wallid cobrou um posicionamento do UFC a respeito do caso. De acordo com o empresário, o comportamento de Rojo é inaceitável e mancha a imagem das artes marciais. Inclusive, o homem de negócios adiantou que entrou em contato com a alta cúpula da organização e que vai processar o argentino pelo ato. O ataque de Rojo aconteceu na coletiva de imprensa do UFC 263, realizada na última quinta-feira (10), no Arizona (EUA).

Durante a atração, Deiveson e Moreno trocaram provocações, que culminou com o brasileiro empurrando o mexicano na encarada. Presente na plateia, Rojo fez uma transmissão ao vivo (live) em sua conta no ‘Instagram’ e utilizou um filtro que apresentava o campeão com uma cabeça de macaco. O ato racista foi compartilhado pelo argentino nos ‘stories’ de sua rede social, de onde já foi apagado pelo próprio, mas pode ser visto em ‘prints’ que circulam na internet. É bem verdade que o atleta se desculpou, porém o estrago já estava feito.

“Eles vão pagar. Vão ter que pagar. Já me comuniquei com o UFC. Estou esperando qual vai ser a atitude do UFC. Esse cara não pode passar impune, não pode aparecer no corner amanhã. Estou vendo o advogado local aqui, porque vamos tomar medidas cabíveis, com certeza. Nós estamos esperando qual vai ser a atitude do UFC. Esse cara não pode estar no corner. Um racista desse não pode estar no corner amanhã. É péssimo para o esporte. Daqui a pouco, vira moda”, declarou Wallid.

Após o ocorrido, o UFC ainda não se pronunciou a respeito do episódio. A luta entre Deiveson Figueiredo, campeão do peso-médio, e Brandon Moreno, desafiante da categoria, é uma revanche e acontece neste sábado, no ‘co-main event’ da edição de número 263, que acontece no Arizona (EUA). No primeiro encontro, realizado em dezembro de 2020, os atletas protagonizaram uma verdadeira batalha que terminou empatada.

Mais em UFC