Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Em má fase no UFC, Tony Ferguson nega rumor de aposentadoria: “Estou chateado”

Tony Ferguson vive uma situação inusitada no MMA. No período entre 2013 e 2019, ‘El Cucuy’ impressionou no peso-leve (70 kg) do Ultimate ao alcançar 12 vitórias seguidas, era um dos lutadores mais temidos da categoria, mas, atualmente, o atleta foi derrotado três vezes de forma consecutiva. Após atuar no UFC 262, show realizado no último sábado (15), em Houston (EUA), o veterano esclareceu alguns pontos.

Em suas redes sociais (veja abaixo ou clique aqui), Ferguson negou qualquer possibilidade de anunciar sua aposentadoria do MMA, apesar do momento delicado que atravessa. O veterano, de 36 anos, vive sua pior fase no esporte, uma vez que foi nocauteado por Justin Gaethje e dominado por Beneil Dariush e Charles Oliveira.

Dessa forma, parte dos fãs e Dana White expressaram preocupação com o estado de saúde de Ferguson, mas o ex-campeão interino do peso-leve minimizou a sequência de derrotas. Em seu pronunciamento, ‘El Cucuy’ informou que segue motivado e disposto a encerrar a má fase para provar que ainda é um atleta de elite.

“Ainda não acabou, Mcgavin. A meu ver, estamos apenas começando. Se aposentar e dar um tempo para esses desgraçados? Não, eu não penso assim. Não no meu relógio. Agora, estou chateado”, escreveu ‘El Cucuy’ em sua conta oficial no ‘Instagram’.

Tony Ferguson é um atleta condecorado no peso-leve. No passado, o ex-campeão interino da categoria venceu 12 lutas seguidas e se tornou uma ameaça para Khabib Nurmagomedov, porém o aguardado embate entre os rivais caiu cinco vezes e nunca aconteceu.

Após a terceira derrota seguida no UFC, ‘El Cucuy’ passou a ocupar o sexto lugar no ranking do peso-leve. Suas vitórias marcantes foram sobre Anthony Pettis, Donald Cerrone, Edson Barboza, Gleison ‘Tibau’, Josh Thomson, Kevin Lee e Rafael dos Anjos.

Mais em UFC