Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Dustin Poirier minimiza chance de lutar pela quarta vez com Conor McGregor no UFC

Neste sábado (12), em Nova York (EUA), Dustin Poirier tem uma luta de extrema importância no peso-leve (70 kg) do UFC, porém também aborda um assunto diferente. Na edição de número 281, ‘The Diamond’ fica frente a frente com Michael Chandler, mas não consegue se afastar do nome de Conor McGregor, seu grande rival. Contudo, apesar do interesse de ‘Notorious’ em um novo embate, o ex-campeão interino da categoria minimiza tal possibilidade.

No ‘media day’ do UFC 281, realizado na última quarta-feira (9), Poirier indicou que a continuidade da rivalidade com o astro irlandês dificilmente deve acontecer e não por conta do histórico entre eles. O americano lidera o placar contra o desafeto, com duas vitórias por nocaute em duelos realizados em 2021.

Inclusive, McGregor sofreu uma grave lesão na perna na trilogia e ainda não retornou à ação. Atualmente, Conor apenas treina e impressiona por apresentar um físico avantajado, distante dos 70 kg de um peso-leve. Sendo assim, ‘The Diamond’, que segue na busca pelo topo da divisão, questiona se o rival cogita atuar novamente nela, além do seu nível de competição.

“Não tenho certeza. Nunca se sabe nesse esporte. Não sei se ele vai voltar, em qual categoria, não tenho certeza. Nunca diga nunca, mas não parece que será em um futuro próximo. Veremos. Lutei com ele três vezes. Estou tentando chegar ao título”, declarou o ex-campeão interino do UFC.

Dustin Poirier, de 33 anos, é ex-campeão interino do peso-leve do UFC e um dos atletas mais condecorados na história da categoria. No MMA desde 2009 e no Ultimate dois anos depois, ‘The Diamond’ venceu nomes importantes como Anthony Pettis, Bobby Green, Carlos Diego Ferreira, Conor McGregor (duas vezes), Dan Hooker, Eddie Alvarez, Jim Miller, Justin Gaethje e Max Holloway (duas vezes). Atualmente, o americano é o segundo colocado no ranking da divisão e possui um cartel composto por 28 vitórias, sendo 21 pela via rápida, sete derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado).

Mais em UFC