Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Dominick Cruz critica McGregor após derrota para Poirier no UFC: “Deve ficar quieto”

O comportamento de Conor McGregor no UFC 264 não tirou apenas Dustin Poirier do sério. No evento realizado no último sábado (10), em Las Vegas (EUA), o astro irlandês foi nocauteado pelo rival na trilogia, fraturou o tornozelo, mas ainda encontrou forças para ameaçar e atacar o carrasco e sua esposa, mesmo caído no chão. Tal atitude foi criticada por ‘The Diamond’, parte dos fãs e Dominick Cruz, ex-campeão da companhia.

‘The Dominator’ se juntou a Michael Bisping e Paul Felder, outros dois analistas de lutas que reprovaram as atitudes de McGregor depois de mais uma derrota para Poirier. No programa pós-UFC 264, Cruz aconselhou ‘Notorious’ a aceitar a derrota e, consequentemente, a ser humilde, pois o MMA não é feito apenas de vitórias. De acordo com o ex-campeão do peso-galo (61 kg), enquanto o astro irlandês permanecer blindado e enxergando o que apenas lhe convém, sua evolução e permanência no MMA estarão comprometidas.

“Depois de várias derrotas como essa, você deve ficar quieto, calar a boca. Não estamos vendo isso, o silêncio, a humildade. Você não está exercendo a vulnerabilidade que acabou de mostrar quando perdeu. Este é o jogo. Às vezes, você é esmagado e tem que aceitar isso como um lutador. Isso é parte da razão pela qual praticamos artes marciais. É aceitar as derrotas, as vitórias e crescer a partir delas”, analisou o veterano, antes de completar.

“Quando você não aceita essas perdas, como você cresce? Como você preenche a lacuna? Houve momentos em que não me senti bem com minhas derrotas, mas ainda assumo a responsabilidade pela perda em si. Quando você assume a responsabilidade, você pode começar a mudar com a derrota. Não estamos vendo isso e é isso que acho que vai impedi-lo de seguir em frente”, concluiu.

A histórica rivalidade entre Conor McGregor e Dustin Poirier se iniciou em 2014. Na primeira luta, disputada no peso-pena, o clima entre os profissionais era hostil e o irlandês nocauteou ‘The Diamond’ em menos de dois minutos. Na revanche, realizada em janeiro de 2021 e válida pelo peso-leve, o americano deu o troco em ‘Notorious’ da mesma forma, em duelo que marcou o respeito entre as partes. Para a trilogia, os ícones do MMA voltaram a se provocar e o integrante da ‘American Top Team’ nocauteou o desafeto no primeiro round.

Mais em UFC