Siga-nos
Louis Grasse/PXImages

UFC

Demian Maia é superado em luta monótona e pode dar adeus ao MMA

Aos 43 anos, sendo praticamente 14 deles dedicados ao UFC, Demian Maia pode ter feito neste sábado (12) sua última luta profissional de MMA. Diante de Belal Muhammad, o meio-médio (77 kg) fez sua 33ª apresentação no evento e, após três rounds marcados pela baixa contundência dos ataques desferidos por ambos, acabou superado na decisão dos jurados laterais.

O duelo não agradou a plateia presente no ginásio Gila River Arena, que recebeu o card do UFC 263, em Phoenix (EUA). Com algumas vaias preenchendo todos os assaltos, o público demonstrou preferência pelo apoio a Muhammad, dono dos melhores golpes em pé.

Com o resultado, Demian, que fez a última apresentação do seu atual contrato com o show, deve se despedir da organização, uma vez que seu empresário Eduardo Alonso revelou em conversa com a reportagem da Ag. Fight que sua continuidade na organização só seria discutida após o confronto – e que os promotores não tinham demonstrado interesse na renovação até então.

Esta foi a segunda derrota seguida do brasileiro, que acumula um cartel com 28 triunfos e 11 revezes como profissional das artes marciais mistas.

Especialista em jiu-jitsu e campeão do ADCC (evento de submission), Demian coleciona marcas e números impressionantes na organização presidida por Dana White. Ao todo, são 11 finalizações e 22 vitórias no cage, segunda posição em ambos recordes históricos no show – ele fica atrás apenas de Charles ‘Do Bronx’ e Donald Cerrone, respectivamente.

A luta

O primeiro assalto foi marcado por pouca contundência nos golpes desferidos pelos atletas e pela disputa do domínio das ações. Enquanto Belal buscava conectar golpes singulares em pé, o brasileiro investiu em algumas tentativas de queda – apenas uma foi bem-sucedida. Ao final dos cinco minutos, a maior iniciativa de Demian pesou a seu favor. Demian 10 x 9 Belal.

Com a queda da explosão em seus movimentos, o veterano brasileiro passou a ter mais dificuldades em conectar o single leg que buscava desde o início do confronto. Por sua vez, Belal se mostrou mais desenvolto na luta em pé e, apesar da cautela em suas combinações, conectou mais socos e dominou o centro do cage. Demian 19 x 19 Belal.

Na última etapa, Demian teve ainda mais dificuldades para se aproximar do oponente. Sem conseguir colocar Muhammad contra a grade, o brasileiro passou praticamente todos os cinco minutos se defendendo dos ataques em pé do adversário, que golpeou de forma cautelosa com a certeza de que havia feito o suficiente para vencer a disputa. Demian 28 x 29 Belal.

Acompanhe os resultados do UFC 263:

Belal Muhammad venceu Demian Maia por decisão unânime;
Paul Craig finalizou Jamahal Hill no 1º round;
Brad Riddell  venceu Drew Dober por decisão unânime;
Eryk Anders venceu Darren Stewart por decisão unânime;
Lauren Murphy venceu Joanne Calderwood  por decisão dividida.
Movsar Evloev venceu Hakeem Dawodu por decisão unânime;
Pannie Kianzad venceu Alexis Davis por decisão unânime;
Terrance McKinney nocauteou Matt Frevola no 1º round;
Steven Peterson venceu Chase Hooper por decisão unânime;
Fares Ziam venceu Luigi Vendramini por decisão majoritária;
Carlos ‘Boi’ venceu Jake Collier por decisão dividida.

Mais em UFC