Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

De contrato renovado, Poirier projeta oito lutas antes de considerar aposentadoria

Prestes a completar 32 anos, Dustin Poirier sequer cogita pendurar as luvas no futuro próximo. No auge de suas habilidades físicas e técnicas, o americano – segundo colocado no ranking peso-leve (70 kg) – encara o irlandês Conor McGregor no próximo dia 23, pela luta principal do UFC 257, na ‘Ilha da Luta’, em Abu Dhabi (EAU), motivado pela recente renovação contratual com a entidade.

Ao podcast ‘This Past Weekend’, Poirier revelou que assinou um novo contrato com o Ultimate, válido por mais oito combates. A duração do acordo, por sinal, é o prazo estabelecido pelo americano para começar a pensar em sua aposentadoria. De acordo com o peso-leve, ele só irá considerar abandonar o esporte depois de cumprir todos os compromissos estabelecidos.

“Eu acabei de assinar um contrato de oito lutas com o UFC. Meu plano é lutar mais oito vezes. Você sabe, eu quero terminar esse contrato que eu estou agora, lutar mais oito vezes. Depois nós vamos ver onde nós estamos. Mas eu não estou olhando além disso ou antes disso. Eu vou lutar mais oito vezes”, sentenciou Poirier.

No MMA profissional desde 2009, Dustin Poirier soma 26 vitórias, seis derrotas e um ‘no contest’ (luta sem resultado). O americano – ex-campeão interino dos leves – se recuperou da derrota para Khabib Nurmagomedov, em disputa pelo título linear da categoria, com uma importante vitória sobre Dan Hooker, em junho do ano passado. Um triunfo sobre Conor McGregor no UFC 257 pode significar uma nova oportunidade de lutar pelo cinturão para o atleta da ‘American Top Team’.

Mais em UFC