Siga-nos
Diego Ribas/PxImages

UFC

Covington tenta polemizar com vídeo antigo de Poirier, mas atletas defendem peso-leve

Restando poucos dias para o aguardado duelo contra Conor McGregor, que acontece no próximo sábado (10), no main event do UFC 264, em Las Vegas (EUA), Dustin Poirier viu seu nome ganhar as manchetes em uma polêmica lançada por seu desafeto de longa data: Colby Covington. Porém, apesar da grande repercussão do caso, a tentativa de ‘Chaos’ fazer jus ao seu apelido parece ter sido frustrada e boa parte da comunidade das lutas ficou ao lado do peso-leve (70 kg) na confusão.

Através de sua conta no ‘Twitter’ (veja abaixo ou clique aqui), Covington compartilhou um vídeo antigo onde Poirier – equipado com capacete e caneleira – aparece aplicando um knockdown em um parceiro de sparring, que não apresentava nenhum equipamento de proteção. Na legenda da publicação, o ‘bad boy’ indicou que o treino fez parte da preparação do peso-leve para a disputa de título contra Khabib Nurmagomedov, realizada em setembro de 2019, e que o indivíduo golpeado seria um lutador amador.

Em uma aparente tentativa de polemizar, Covington apontou o contexto insinuado por ele – com Poirier levando a knockdown um atleta inexperiente e sem equipamento de proteção – para questionar o caráter do desafeto. As afirmações feitas pelo meio-médio (77 kg) do UFC, no entanto, parecem não ter surtido o efeito que ele pretendia.

“O cara usando equipamento acolchoado completo dos pés à cabeça para proteger sua cara e seus sentimentos é Poirier. O cara sem capacete, credenciais no wrestling ou neurônios restantes é ‘Khabib’. Dustin Poirier, cara bonzinho? Cara mau? Você é o juiz”, escreveu Colby na legenda da publicação.


Diversos atletas e membros da comunidade do MMA também saíram em defesa de Poirier, alegando que as imagens vistas no vídeo publicado por Covington são corriqueiras no ambiente das academias de luta. Entre os que rebateram a polêmica levantada por Colby está Jorge Masvidal, que, assim como Poirier, possui uma relação ruim com o ‘bad boy’ desde os tempos em que eram companheiros de equipe na ‘American Top Team’.

Também através do ‘Twitter’ (veja abaixo ou clique aqui), ‘Gamebred’ provocou o desafeto e o questionou sobre um suposto vídeo de treinamento em que Poirier o teria levado a knockdown após aplicar um soco no corpo do rival. Vale lembrar que, após se desentender com alguns membros da ‘ATT’, entre eles Masvidal e Poirier, Colby Covington deixou a equipe e agora representa a academia ‘MMA Masters’, também localizada na Flórida (EUA).

“Por que você não posta o vídeo de Dustin Poirier derrubando você com um golpe no corpo? Sempre odiando pessoas com poder”, provocou Masvidal.


Outro importante nome do MMA a sair em defesa do peso-leve após assistir ao vídeo foi Kenny Florian, ex-lutador do UFC e atual comentarista do PFL. Em sua conta no ‘Twitter’ (veja abaixo ou clique aqui), o veterano minimizou o conteúdo do vídeo e se disse surpreso pela proporção tomada, tendo em vista que as imagens compartilhadas por Covington fazem parte da rotina das academias.

“Sim, as pessoas são finalizadas, derrubadas, machucadas e nocauteadas em sparrings, às vezes. Eu não deveria estar surpreso que algumas pessoas estão chocadas, mas aqui estamos em 2021”, escreveu Florian.


A rivalidade entre Dustin Poirier e Colby Covington teve início quando ambos ainda eram companheiros de time na ‘ATT’. Após ataques verbais e, até mesmo, ameaças de agressão entre o meio-médio e seus desafetos – entre eles o peso-leve -, o clima ficou ainda mais pesado, culminando na saída de ‘Chaos’ da equipe, deixando para trás inúmeras inimizades.

Mais em UFC