Siga-nos
Natassia del Fischer/PxImages

UFC

Cormier sugere que Ngannou seja agressivo no início da luta para vencer Miocic

Principal rival da carreira de Stipe Miocic, Daniel Cormier protagonizou ao lado do atual campeão dos pesos-pesados uma trilogia que ficou marcada na história da categoria no UFC. Tal experiência, portanto, faz com que o ex-lutador e atual comentarista da entidade esteja apto a analisar, com propriedade, o próximo desafio do americano de ascendência croata e, até mesmo, indicar o melhor caminho para seu adversário neste sábado (27), o camaronês Francis Ngannou, sair vencedor da disputa pelo título da divisão, que será a principal atração do UFC 260, sediado em Las Vegas (EUA).

Na última sexta-feira (26), em conversa com a imprensa após a pesagem oficial do UFC 260, Cormier destacou que a melhor estratégia que Ngnnou pode aplicar diante de Miocic é manter a agressividade e apostar no seu poder de nocaute, tática que rendeu ao camaronês quatro vitórias consecutivas em suas últimas apresentações, todas pela via rápida, sem sequer completar um minuto e meio de luta em cada uma delas.

Para corroborar sua tese, o ex-campeão do UFC citou a derrota sofrida pelo camaronês no primeiro encontro com Miocic, em 2018, em duelo que se estendeu pelos 25 minutos previstos em disputas de cinturão e terminou na decisão dos juízes. Este cenário, na visão de ‘DC’, precisa ser evitado por Ngannou, caso o desafiante tenha realmente a pretensão de destronar o americano.

“A realidade é que a luta nº 1 (com Miocic) foi uma anomalia. A norma é o que acontece com a maioria das pessoas (quando enfrentam Ngannou). Vamos ver se ele consegue achar um jeito de permanecer dentro de si mesmo. Eu não acho que ele consiga e, honestamente, eu não acho que ele deveria. Eu acho que ele deveria tentar bombardear Stipe de maneira rápida e realmente tentar tirá-lo lá de dentro, porque eu não sei se ele ganha a luta por 25 minutos”, analisou Cormier.

Adversários neste sábado, pelo main event do UFC 260, em Las Vegas, Stipe Miocic e Francis Ngannou se enfrentaram pela primeira vez em janeiro de 2018, também pelo cinturão dos pesos-pesados, com vitória, por pontos, do campeão. Desta vez, o camaronês chega para o confronto embalado por quatro vitórias por nocaute seguidas, sobre Curtis Blaydes, Cain Velasquez, Júnior ‘Cigano’ e Jairzinho Rozenstruik, respectivamente.

Já Stipe teve pela frente apenas um oponente desde o triunfo sobre Ngannou: Daniel Cormier. No primeiro duelo contra ‘DC’, Miocic acabou nocauteado ainda no primeiro round. Já na revanche e no terceiro encontro da trilogia, o americano de ascendência croata levou a melhor sobre o rival, recuperando e, posteriormente, mantendo o cinturão dos pesados.

Mais em UFC