Siga-nos
Louis Grasse/PxImages

UFC

Cormier destaca bravura de Nate Diaz para luta com Chimaev no UFC

Para parte da comunidade do MMA, Nate Diaz está em situação complicada no UFC. No dia 10 de setembro, em Las Vegas (EUA), o veterano encara Khamzat Chimaev, promessa do esporte, e é apontado pelas casas de apostas como grande ‘zebra’ para a luta válida pelos meio-médios (77 kg). Contudo, Daniel Cormier possui uma percepção diferente. De acordo com o comentarista, o ‘bad boy’, de fato, é o azarão, mas está longe de ser carta fora do baralho.

‘DC’ destaca que a coragem de Nate pode representar um problema para Chimaev lidar no octógono. Atualmente, o russo, invicto no MMA, é um dos lutadores mais temidos do esporte e visto por uma parte dos fãs como um futuro campeão do UFC, mas, para Cormier, o ‘bad boy’ se torna perigoso em ação justamente por não respeitar a reputação dos adversários. Logo, o veterano frisa que o americano está acostumado em ser classificado como ‘zebra’ e gosta de lutas ‘desequilibradas’, porque, sem pressão ou responsabilidade, pode atuar motivado a chocar o mundo. Vale pontuar que Diaz costuma performar melhor quando é desacreditado e possui vitórias marcantes como azarão.

“Nate Diaz é um cara que sempre lutou contra qualquer um. Quando você pensa nele contra Chimaev, enquanto no papel parece uma tremenda luta desequilibrada, assim como a luta quando ele enfrentou McGregor em pouco tempo. Nate Diaz pediu para lutar com Ngannou e se você pensar por um segundo que ele não faria isso, os caras em Stockton são diferentes. Quando você vê Chimaev, a maioria diz, ‘Uau, esse cara é assustador, esse cara é perigoso’, mas Nate Diaz não vê isso. Nate Diaz vê apenas outro cara”, declarou ‘DC’, em seu canal oficial no ‘YouTube’.

Insatisfeito com o UFC e em má fase no MMA, Nate Diaz, de 37 anos, segue como um dos astros do esporte. Nas duas últimas lutas que disputou, o ‘bad boy’ perdeu para Jorge Masvidal e Leon Edwards e, assim, passou a flertar com a possibilidade de se aventurar no boxe para enfrentar Jake Paul. Nas artes marciais mistas, o cartel do americano é composto por 20 vitórias e 13 derrotas. Seus triunfos mais importantes foram sobre Anthony Pettis, Conor McGregor, Donald Cerrone, Gray Maynard, Jim Miller, Melvin Guillard, Michael Johnson e Takanori Gomi.

Mais em UFC